PARCEIROS NA EXPANSÃO DA AGROECOLOGIA EM SÃO PAULO

o caso das Organizações de Controle Social

  • Martin Mundo Neto Faculdade de Tecnologia de São Carlos (FATEC) – SP – Brasil
  • Raquel Fabbri Ramos Centro Paula Souza – CPS – São Paulo - SP - Brasil
  • Leonardo Dalla Antonia Faculdade de Tecnologia de São Carlos (FATEC) – SP – Brasil
Palavras-chave: Transição Agroecológica, Assistência Técnica Rural, Agricultura Familiar

Resumo

Este artigo aborda as diferentes estratégias de parcerias estabelecidas por um conjunto de organizações parceiras do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) no processo de criação e consolidação de Organizações de Controle Social (OCSs) de agricultores familiares em processo de transição agroecológica. Os dados foram coletados com representantes do MAPA e das principais organizações parceiras por meio de entrevista utilizando um questionário semiestruturado. Foram identificados diferentes métodos de transição agroecológica adotados, sobretudo em relação aos aspectos relacionados a constituição das OCSs e as estratégias desenvolvidas para a sua consolidação. O modelo de assistência técnica rural baseado em editais ampliou o atendimento de um conjunto significativo de agricultores familiares, porém o horizonte de tempo garantido para as parcerias está limitado ao período de tempo de cobertura da chamada, havendo casos em que a falta de assistência técnica e de orientação sobre as estratégias de gestão das atividades, impõe restrições ao desenvolvimento das OCSs. A superação deste ponto ocorre em função da densidade da rede de atores sociais que interagem com as OCSs.

Publicado
30/06/2019
Como Citar
NETO, M. M.; RAMOS, R. F.; ANTONIA, L. D. PARCEIROS NA EXPANSÃO DA AGROECOLOGIA EM SÃO PAULO. Revista Interface Tecnológica, v. 16, n. 1, p. 393-405, 30 jun. 2019.
Seção
Tecnologia em Agronegócio