ANÁLISE DE EXPOSIÇÃO AO RUÍDO OCUPACIONAL EM INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v19i1.1405

Palavras-chave:

análise, ruído, prevenção

Resumo

A perda auditiva ocasionada pela exposição aos altos níveis de ruído no local de trabalho ainda vem sendo um dos maiores riscos aos trabalhadores, pois a maioria não percebe a diferença e ao decorrer do tempo acaba impactando em sua qualidade de vida. A perda auditiva pode se agravar lentamente, trazendo diversos problemas que podem acarretar na diminuição da audição ou até mesmo se tornar algo irreversível. O presente estudo quantitativo teve como principal objetivo a análise dos níveis de ruído em uma indústria alimentícia localizada no interior do estado de São Paulo, verificando se a mesma estaria de acordo com os limites estabelecidos pela norma regulamentadora NR-15. Além disso, puderam-se constatar através de questionários aos trabalhadores quais eram os tipos de proteção auditiva utilizada por eles e se os mesmos tinham zumbido no ouvido ou se ouviam bem. O procedimento para a análise consistiu em medir os níveis de decibéis através do equipamento medidor de tensão decibelímetro. De acordo com os resultados obtidos pôde-se observar que no local consta a existência de níveis de ruído do tipo continuo ou intermitente. Todos os funcionários do setor foram questionados para a elaboração dos resultados da pesquisa, sendo necessária uma avaliação mais estruturada para verificação do problema. Após o término da análise foi sugerido à indústria uma breve palestra aos trabalhadores sobre a importância da prevenção auditiva para maior conscientização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

APSEI. Associação Portuguesa de Segurança. Segurança no Trabalho. APSEI. 2021. Disponível em: https://www.apsei.org.pt/areas-de-atuacao/seguranca-no-trabalho/o-ruido-no-local-de-trabalho/. Acesso em: 28 jul. 2021.

BRASIL. Brasil registra 17 mil mortes e 4 milhões de acidentes de trabalho. FUNDACENTRO. Publicado em 05/03/2019 00h00. Disponível em:

https://www.gov.br/fundacentro/pt-br/assuntos/noticias/noticias/2019/4/acoes-regressivas-gestao-de-riscos-e-impacto-dos-acidentes-de-trabalho-foram-temas-de-debate. Acesso em: 23 ago. 2021.

CISZ, Cleiton Rodrigo. Conscientização do uso de EPI’S, quanto à segurança pessoal e coletiva. Monografia (Especialização) – Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015. Disponível em:

http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/17681/2/CT_CEEST_XXIX_2015_07.pdf. Acesso em: 30 ago. 2021.

ESO. Limites de Tolerância para Ruído Ocupacional. Sistema Eso. 2021. Disponível em:

https://sistemaeso.com.br/blog/seguranca-no-trabalho/limites-de-tolerancia-para-ruido.

FERNANDES, Ana Paula Soromenho. Ruído Ocupacional. Avaliação de Ruído - Estaleiro Central da SETH, SA. Dissertação (Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho). Instituto Politécnico de Setúbal, 2013. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/62691823.pdf. Acesso em: 19 jun. 2021.

FERNANDES, J. ; MICHALOSKI, A. Ruídos Ocupacionais: Qual o Tamanho do Risco e suas Medidas de Controle? Revista Científica Semana Acadêmica. Fortaleza, ano MMXV, Nº. 000077, 02/12/2015. Disponível em: https://semanaacademica.org.br/system/files/artigos/artigo_jose_sergio_o_fernandes_vi_ceest_utfpr.pdf. Acesso em: 01 ago. 2021.

FREITAS, K. Dia Internacional da Linguagem de Sinais procura promover a inclusão de pessoas surdas: No Brasil cerca de 10 milhões de pessoas apresentam algum nível de surdez. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. 23 set. 2021. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/noticia/?23/09/2021/dia-internacional-da-linguagem-de-sinais-procura-promover-a-inclusao-de-pessoas-surdas-. Acesso em: 14 mai. 2022.

LIEBEL, Ana Paula. Avaliação dos níveis de ruído no setor de embalamento e do conforto térmico no setor de fornos em uma indústria de panificação na cidade de Curitiba – PR. Monografia (Especialização) – Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2013. Disponível em:

http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/23339/2/PG_CEEST_04_2012_01.pdf. Acesso em: 02 ago. 2021.

MACEDO, M. Causas da Revolução Industrial: Motivos da transição para os novos processos de manufatura. Educa mais Brasil. 20 jul. 2020. Disponível em:

https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/historia/causas-da-revolucao-industrial. Acesso em: 08 ago. 2021.

MENDES, António Francisco Trancoso. Ruído Ocupacional em Ambiente Industrial. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais) – Faculdade de Engenharia, Universidade do Porto, Portugal, 2011. Disponível em:

https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/63332/1/000150088.pdf. Acesso em: 13 ago. 2021.

OPAS. OMS estima que 1 em cada 4 pessoas terão problemas auditivos até 2050. OPAS. 2 mar 2021. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/2-3-2021-oms-estima-que-1-em-cada-4-pessoas-terao-problemas-auditivos-ate-2050. Acesso em: 26 jun. 2021.

PROTEÇÃO. Média de acidentes de trabalho ocorridos nos últimos 29 anos. Anuário Brasileiro de Proteção, 2020a. Novo Hamburgo-RS. Disponível em:

https://bc.pressmatrix.com/ptBR/profiles/1227998e328d/editions/eb4f7f53ec03ef6991cf/pages/page/69. Acesso em: 22 mai. 2021.

PROTEÇÃO. Ruído e o Nível de Exposição Normalizado. Revista Proteção, 2020b. Novo Hamburgo-RS. Disponível em: https://protecao.com.br/geral/ruido-e-o-nivel-de-exposicao-normalizado-nen/. Acesso em: 14 mai. 2022.

SALIBA, Tuffi Messias. MANUAL PRÁTICO DE AVALIAÇÃO E CONTROLE DE RUÍDO: PPRA. 12 ed., São Paulo: LTr, 2021. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=UylAEAAAQBAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR#v=onepage&q&f=true. Acesso em: 14 mai. 2022.

SILVA, Carla Maria Orofino da; ROCHA, Lucelaine Francisca da. Perda auditiva Ocupacional: alterações (desvantagens) psicossociais. Monografia (Especialização) - Especialista em Saúde do Trabalhador, Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 2005. Disponível em:

http://cesteh.icict.fiocruz.br/lildbi/docsonline/pdf/384_Carla_M_O_Silva_Lucilaine_F_Rocha1.pdf. Acesso em: 20 ago. 2021.

SOUZA, Roger Maliski de. Avaliação das Alterações Ocorridas nos Níveis de Ruídos das Áreas de Produção de uma Indústria Alimentícia: Um Estudo de Caso. Monografia (Especialização) - Especialista em Gestão Industrial: Conhecimento e Inovação, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2012. Disponível em:

http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/23442/1/PG_CEGI-CI_VIII_2012_10.pdf. Acesso em: 24 ago. 2021.

SOUZA, Gustavo Rezende de. Como obter o valor do Nível de Exposição Normalizado a partir de diferentes valores de dose. Proteção. 23 mar. 2021. Disponível em: https://protecao.com.br/blogs/como-obter-o-valor-do-nivel-de-exposicao-normalizado-nen-a-partir-de-diferentes-valores-de-dose-parte-02/. Acesso em: 14 mai. 2022.

WEBER, S.; PÉRICO E. Zumbido no trabalhador exposto ao ruído. 2011. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) – Centro Universitário Univates, Lajeado, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rsbf/a/FY7X9DWdVMBjkpgmSP69zgp/?lang=pt. Acesso em: 14 mai. 2022

Downloads

Publicado

30/06/2022

Como Citar

LANÇA, B.; RODOLPHO , D. ANÁLISE DE EXPOSIÇÃO AO RUÍDO OCUPACIONAL EM INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 19, n. 1, p. 434–446, 2022. DOI: 10.31510/infa.v19i1.1405. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1405. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Tecnologia em Produção Industrial

Métricas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>