DEMONSTRAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DO MINIMUM VIABLE PRODUCT NA CRIAÇÃO DE UM NOVO APLICATIVO MÓVEL

  • Otávio Guilherme Ferreira dos Santos Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Fernando Tiosso Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Erick Eduardo Petrucelli Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
Palavras-chave: MVP, Mínimo Produto Viável, Aplicativo móvel, Desenvolvimento ágil, Redução de tempo, Redução de esforço, Entrega com valor agregado

Resumo

Este artigo demonstra os conceitos e os benefícios do MVP (Minimum Viable Product), também conhecido em português como Mínimo Produto Viável, aplicado no desenvolvimento de um aplicativo que visa melhorar a mobilidade urbana na cidade de São Paulo. A empresa criadora do aplicativo preferiu não ser identificada, então foi mencionada pelo codinome Mobilidade Elétrica no discorrer do texto. O presente trabalho inicia com uma breve introdução ao conceito de MVP, prosseguindo com a exploração sobre como tal conceito foi utilizado pela empresa estudada. A partir dos conceitos apresentados e analisando-se as atividades conduzidas no projeto, observaram-se benefícios obtidos com a utilização do conceito MVP no desenvolvimento do aplicativo móvel, como, por exemplo, a redução de esforço da equipe e do tempo de entrega do produto, com valor agregado para o usuário final.

Publicado
30/06/2019
Como Citar
SANTOS, O. G. F.; TIOSSO, F.; PETRUCELLI, E. E. DEMONSTRAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DO MINIMUM VIABLE PRODUCT NA CRIAÇÃO DE UM NOVO APLICATIVO MÓVEL. Revista Interface Tecnológica, v. 16, n. 1, p. 124-135, 30 jun. 2019.
Seção
Tecnologia em Informática