TEORIA DAS RESTRIÇÕES

utilização da ferramenta de árvore de realidade atual na identificação de melhorias em um equipamento

  • Carolina Pantaleão Margonar Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Carlos Roberto Regattieri Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
Palavras-chave: Árvore da realidade atual (ARA), Teoria das Restrições (TOC), Equipamento, Plataforma Elevatória

Resumo

Em um mundo globalizado e competitivo, a eficiência dos processos e meios de produção, torna-se essencial e determina a sobrevivência das empresas. Por isso, a busca por metodologias e ferramentas que auxiliem a melhoria de processos é cada vez mais comum nas empresas. Partindo deste princípio, este artigo tem como objetivo explanar sobre a Teoria das Restrições e aprofundar-se na ferramenta de identificação de gargalos, árvore de realidade atual (ARA), verificando as etapas para sua aplicação e os benefícios da ferramenta quando aplicada em um equipamento (plataforma elevatória). A metodologia utilizada para esse estudo foi uma pesquisa bibliográfica em fontes como livros, artigos, monografias, sites da internet e um estudo de caso, que obteve como resultado a utilização da árvore de realidade atual em um equipamento utilizado no processo produtivo de uma indústria, que apresentava um alto índice de indisponibilidade. Permitindo assim concluir que a ferramenta usualmente aplicada para identificação de gargalos na linha de montagem também traz benefícios quando aplicada em um equipamento, sendo possível a identificação dos problemas raízes do equipamento, permitindo a definição de ações focadas na melhoria e elevação do índice de disponibilidade.

Publicado
30/12/2018
Como Citar
MARGONAR, C. P.; REGATTIERI, C. R. TEORIA DAS RESTRIÇÕES. Revista Interface Tecnológica, v. 15, n. 2, p. 516-526, 30 dez. 2018.
Seção
Pós-Graduação em Gestão da Produção Industrial