VENDAS DIRETAS E SEU IMPORTANTE PAPEL NA ECONOMIA DOMÉSTICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v18i2.1293

Palavras-chave:

Vendas Diretas, Revendedores autônomos, Orçamento familiar, Economia doméstica

Resumo

A venda direta é uma das formas com que indústrias de consumo podem acessar facilmente o consumidor. Dados da WFDSA (Word Federation of Direct Selling Associations), mostram que o Brasil, em 2019, ocupava o 6º lugar na posição global de vendas diretas no mundo, com faturamento de R$ 45 bilhões. Este trabalho tem como objetivo analisar o modelo de negócios de vendas diretas, desde sua origem até os números atuais e seus impactos na economia doméstica. Portanto, estudar o tema proporcionou uma visão de como a atividade do revendedor pode impactar na renda das suas famílias. Uma pesquisa quali-quantitativa foi desenvolvida e disponibilizada à revendedores autônomos de diversos setores, com a obtenção de 140 respostas. Com base nessas respostas, foram realizados análises e gráficos que possibilitaram entender essa relação de impactos financeiros nas famílias envolvidas no processo de revendas autônomas. Foi possível também identificar, inclusive, o perfil desses empreendedores. As análises permitiram concluir que os empreendedores que atuam em vendas diretas, muitas vezes, o fazem por necessidade, e que a gestão dessas revendedoras por parte das empresas é importante para captar e fidelizar clientes para que se tornem referências da marca com que atuam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ABDEV. Associação Brasileira de Vendas Diretas. Resultados. Histórico. Disponível em: < https://www.abevd.org.br/ >. Acesso em 15 de novembro de 2021.

BOURDIEU, Pierre. Os usos da ciência por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: UNESP, 2004.

CARNEIRO, Murilo; MATIAS, Alberto Borges. Orçamento Empresarial: Teoria, prática e novas técnicas. São Paulo: Atlas, 2011.

COBRA, Marcos. Administração de vendas. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2014.

FUTRELL, Charles M. Vendas – Fundamentos e Novas Práticas de Gestão. 7ª Edição. São Paulo, 2003.

GEM. Global Entrepreneurship Monitor. Pesquisa Empreendedorismo 2019. Disponível em: < https://www.gemconsortium.org/ >. Acesso em 15 de novembro de 2021.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

KOTLER, Philip Administração de Marketing. 15. ed. São Paulo: Pearson, 2019.

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de Marketing. 15. ed. São Paulo:

Editora Prentice Hall, 2014.

LAS CASAS, Alexandre L. Técnicas de Vendas. 8. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2005.

LAS CASAS, Alexandre L. Administração de marketing: conceitos, planejamento e aplicações à realidade brasileira. São Paulo: Atlas, 2006.

MOREIRA, J.C.T. Administração de vendas. São Paulo: Editora Saraiva, 2000.

NEVES, M. Trabalho, exclusão social e direitos. Globalização, trabalho e desemprego. Belo Horizonte: C/Arte, 2001.

WEBER, M. Brasil é o quarto maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo. Revista Forbes, 04 de junho de 2020. Disponível em: https://forbes.com.br/negocios/2020/07/brasil-e-o-quarto-maior-mercado-de-beleza-e-cuidados-pessoais-do-mundo/. Acesso em 28 de outubro de 2020.

WFDSA. World Federation of Direct Selling Associations. Estatísticas Anuais. Disponível em: < https://wfdsa.org/ >. Acesso em 15 de novembro de 2021.

Downloads

Publicado

20/12/2021

Como Citar

APARECIDA DE ARAÚJO LIMA , P. .; FERREIRA LIMA , M. .; RODRIGUES, L. S. VENDAS DIRETAS E SEU IMPORTANTE PAPEL NA ECONOMIA DOMÉSTICA. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 18, n. 2, p. 355–367, 2021. DOI: 10.31510/infa.v18i2.1293. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1293. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Tecnologia em Gestão Empresarial