ALTERNATIVAS PARA DEMANDA SAZONAL EM UMA EMPRESA FABRICANTE DE IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v18i2.1175

Palavras-chave:

Planejamento estratégico, Gestão da Demanda, Gestão da Oferta

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de analisar a alta variação da demanda de pedidos em uma empresa fabricante de implementos agrícolas e propor alternativas para solucionar ou mitigar os problemas presentes gerados pela grande oscilação causada pela sazonalidade da safra de cana-de-açúcar, como a alta rotatividade de pessoal e redução no faturamento. Para alcançar o objetivo proposto, utilizamos conceitos de gestão de demanda, planejamento estratégico da produção, análise SWOT e brainstorming. Identificamos os períodos de sazonalidade, sua relação com a safra de cana-de-açúcar e as consequências negativas geradas pelo foco em uma única cultura. Como resultado do estudo, identificamos o porquê do comportamento de cada demanda sazonal positiva e negativa, as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças da empresa no contexto estudado, além de mapear o macroprocesso produtivo para identificar as linhas de produção mais afetadas, então foi apresentado alternativas para reduzir a grande variação da demanda. Com as alternativas sugeridas, acreditamos que a empresa seja capaz de equilibrar sua demanda e por consequência mitigue ou elimine os problemas decorrentes da sazonalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Pedro Augusto Capelani, Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga – Taquaritinga – São Paulo – Brasil

Graduado em Tecnologia em Produção Industrial pela Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (2018) e finalizando pós-graduação lato sensu Especialização em Gestão da Produção Industrial pela Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga. Tem experiência na área de gestão da produção atuando no Planejamento, Programação e Controle de Produção.

Stella Vannucci Lemos, Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga – Taquaritinga – São Paulo – Brasil

Graduada em Engenharia Agronômica pela Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP Botucatu (2011), mestre em Energia na Agricultura pela Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP Botucatu (2014), doutora em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto - USP (2021) e finalizando segunda graduação em Administração pela Universidade Estácio (2021). Tem experiência nas áreas de administração, engenharia agronômica, engenharia florestal, zootecnia e engenharia de produção. Lecionou disciplinas de Economia, Administração Rural, Liderança e Empreendedorismo, Comercialização, Projetos do Agronegócio, Ciências Humanas e Sociais para os cursos de Agronomia e Zootecnia. Ministra disciplinas de Liderança, Projetos de Investimento e Gestão Ambiental para turmas de MBA. Atuou como professora em cursos de Engenharia da Produção e da Computação.
Devido ao conhecimento técnico em administração, pesquisa relações de eficiência agrícola e industrial do setor sucroenergético, que requer relações interpessoais com colaboradores de usinas, associações e cooperativas sucroenergéticas.

Referências

ARAÚJO, J. C. et al. Análise de Swot: uma ferramenta na criação de uma estratégia empresarial, Lins, 2015. V Encontro Científico e Simpósio de Educação Salesiano, Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium, Faculdade de Lins, 2015. Disponível em: <http://www.unisalesiano.edu.br/simposio2015/publicado/artigo0138.pdf>. Acesso em: 16 mai. 2021.

CASTRO, J. A. Exportação: Aspectos práticos e operacionais. 8ª ed. São Paulo: Aduaneiras, 2011.

CHATTERJEE, S. Estratégia à Prova de Falhas: como lucrar e crescer correndo riscos que outros evitam. Porto Alegre: Bookman, 2006.

CONAB. Safra 2018/19: quarto levantamento. Acompanhamento da Safra Brasileira. Cana-de-Açúcar, Brasília, DF, v. 5, p. 1-75, 2019. Disponível em: <https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/cana/boletim-da-safra-de-cana-de-acucar>. Acesso em: 09 abr. 2021.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION (FAO). Statistical Database. 2021. Disponível em: < http://www.fao.org/faostat/en/#home>. Acesso em: 02 abr.2021.

GRANADO, G. C. S. Brainstorming e a aplicação do modelo clássico. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, v. 18, p. 05-20, 2020. Disponível em: 10.32749/nucleodoconhecimento.com.br/engenharia-de-producao/brainstorming. Acesso em: 02 abr.2021. DOI: https://doi.org/10.32749/nucleodoconhecimento.com.br/engenharia-de-producao/brainstorming

JOHANN, E. R. et al. Reduzir o risco de demanda investindo na redução dos riscos de competência: um estudo multicasos em pequenas empresas. Qualit@s Revista Eletrônica, v. 13, n. 2, 2012. Disponível em: <http://revista.uepb.edu.br/index.php/qualitas/article/view/1550/863>. Acesso em: 16 mai. 2021.

LEITE, M. S. R.; GASPAROTTO, A. M. S. Análise Swot e suas funcionalidades: o autoconhecimento da empresa e sua importância. Revista Interface Tecnológica, Taquaritinga, v. 15, n. 2, p. 184-195, 2018. Disponível em: 10.31510/infa.v15i2.450. Acesso em: 17 mai. 2021. DOI: https://doi.org/10.31510/infa.v15i2.450

MARTINS, P.; LAUGENI, F. Administração da produção. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

PAIVA, E. L.; FENSTERSEIFER, J. E.; CARVALHO JÚNIOR, José Mario. Estratégia de Produção e de Operações: Conceitos, Melhores Práticas e Visão de Futuro. 2a. ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

PIRES, S. R. I. Gestão da cadeia de suprimentos: conceitos. São Paulo: Atlas, 2007.

SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da produção. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

TUBINO. D. Planejamento e controle da produção: teoria e prática. 2ª ed. São Paulo: Editora Atlas, 2009.

Downloads

Publicado

20/12/2021

Como Citar

CAPELANI, P. A.; VANNUCCI LEMOS, S. ALTERNATIVAS PARA DEMANDA SAZONAL EM UMA EMPRESA FABRICANTE DE IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 18, n. 2, p. 808–820, 2021. DOI: 10.31510/infa.v18i2.1175. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1175. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Pós-Graduação em Gestão da Produção Industrial