AUTOMAÇÃO DE TESTES

uma abordagem comparativa entre ferramentas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v20i2.1771

Palavras-chave:

Funcionalidade, Automação, Ferramentas

Resumo

Com a evolução de frameworks, bibliotecas comerciais e linguagens de programação ao longo do tempo o processo de desenvolvimento tornou-se mais flexível e simples, facilitando a entrega de um maior número de softwares em menos tempo. No entanto, essa flexibilidade também traz consigo desafios relacionados à qualidade do software. Devido à natureza dinâmica e flexível desses métodos, muitos programas são frequentemente testados quanto à qualidade e, em muitos casos, são encontrados erros e comportamentos inesperados. Com os avanços na área da computação, surgiram diversas plataformas de software amplamente utilizadas, especialmente em aplicações web e mobile. A automação de testes desempenha um papel fundamental ao testar a funcionalidade do sistema, e o uso de ferramentas automatizadas de teste de software pode economizar muito tempo dos testadores. Este estudo tem como objetivo realizar uma comparação entre as ferramentas de automação de teste de software Katalon Studio, Selenium e UFT, analisando as principais características relacionadas ao uso e aprendizado de cada uma delas. Foi desenvolvido um ambiente de testes para explorar e utilizar as funcionalidades de cada uma dessas ferramentas. O estudo busca identificar as vantagens e desvantagens de cada ferramenta, a fim de auxiliar na escolha da melhor opção para a automação de testes de software.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AHR, Miha. Avtomatizirano testiranje spletnih aplikacij em storitev. 2019.

ARAÚJO, Fernando Henrique Duarte. Desenvolvimento de sistemas de informação com tecnologia Low-Code. 2022. Tese de Doutorado.

ALVES, Leandro Domingues Macedo. Ambiente ágil de testes automáticos em nuvem para os sistemas web fence dos experimentos do CERN. 2019.

BRITO, João David Guerreiro de. Aperfeiçoamento da integração de sensores de dispositivos móveis na domótica. 2019. Dissertação de Mestrado.

BRIZOLLA, Maria Margarete Baccin et al. Uma revisão sobre a pesquisa qualitativa em ciências sociais aplicadas. UFAM Business Review-UFAMBR, v. 2, n. 3, p. 103-130, 2020. DOI: https://doi.org/10.47357/ufambr.v2i3.8087

JESUS, Patrícia Isabel Cunha de. Impactos da Automatização de Testes no Meio Empresarial. 2022. Tese de Doutorado.

PRADO, Marllos Paiva et al. Contribuições ao suporte cognitivo em teste de software unitário: um framework de tarefas e uma agenda de pesquisa. 2018.

RIBEIRO, Márcio Vinicius Machado et al. Inteligência artificial no Poder Judiciário: ética e eficiência em debate. 2021.

Downloads

Publicado

20/12/2023

Como Citar

GUIMARÃES DE SOUZA, G.; PEDROSO BATISTA, S. A.; PEREIRA RODRIGUES, L. H.; CODO, F. AUTOMAÇÃO DE TESTES: uma abordagem comparativa entre ferramentas. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 100–111, 2023. DOI: 10.31510/infa.v20i2.1771. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1771. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia em Informática

Métricas