ENCEFALOMIELITE ESPONGIFORME BOVINA

manejo sanitário e prejuízos a economia brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v20i1.1626

Palavras-chave:

Pecuária, Vaca Louca, Manejo Sanitário, Bovinos, Ruminantes

Resumo

A Encefalomielite Espongiforme Bovina é uma doença neurológica que pode manifestar-se de duas formas, a clássica e atípica. É uma doença incurável causada por um Príon que afeta os ruminantes em geral. O Brasil é um grande exportador de carne bovina e casos suspeitos da doença podem levar o país a sofrer embargos causando sérios prejuízos a economia brasileira e a produção pecuária do país. O objetivo desse estudo é demonstrar a importância do adequado manejo sanitário na bovinocultura de corte bem como os impactos econômicos causados com a Encefalomielite Espongiforme Bovina (“Mal da Vaca Louca”), assim é muito importante conhecer melhor a doença e saber da importância que o manejo sanitário exerce sob a produção bovina de corte. A justificativa para esse estudo é garantir a inexistência de perdas econômicas e embargos internacionais relacionados a produção de carne brasileira. Os procedimentos metodológicos utilizados foram, análise exploratória por meio da revisão de literaturas, artigos revistas e notícias, onde considerou-se que quanto mais rápido o diagnóstico, menores serão os prejuízos econômicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ABIEC. Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne. (2009). Mercado Mundial de Carne Bovina/Wolrd Beef Market. Disponível em: <http://www.abiec.com.br/download/stat_consumo.pdf>. Acesso em: 13 mar. 2023

ABRAFRIGO. Exportação de carne bovina cresce 26% em 2022. (2023). Disponível em: <https://www.canalrural.com.br/noticias/exportacao-de-carne-bovina-cresce-26-em-2022-diz-abrafrigo/>. Acesso em 22 mar. 2023

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (2019). Estatísticas do Agronegócio. Recuperado em 18 de outubro de 2019, de .

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. (2017). Controle da Raiva dos Herbívoros e Encefalopatia Espongiforme Bovina – EEB. Atualizado em 2020. Disponível em: <https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/sanidade-animal-e-vegetal/saude-animal/programas-de-saude-animal/prog-nacional-de-controle-da-raiva-dos-herbivoros-e-outras-encefalopatias>. Acesso em: 14 mar. 2023

BRASIL¹. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Nota oficial. Ministério da agricultura e Pecuária adota providencias sobre caso de EEB no Brasil. 2023. Disponível em:< https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/noticias/mapa-adota-providencias-sobre-caso-de-eeb-no-brasil-1> Brasília, DF: Mapa, 2023. Acesso em: 02 mar. 2023

BRASIL². Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Nota oficial. Mapa confirma que caso de Encefalopatia Espongiforme Bovina é atípico. 2023 Disponível em: <https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/noticias/nota-oficial-mapa-confirma-que-caso-de-encefalopatia-espongiforme-bovina-e-atipico>. Brasília, DF: Mapa, 2023. Acesso em: 07 mar. 2023

CANAL RURAL; GUNTHER. B; SCARDOELLI. A. Mercado espera a retomada das exportações para a China a partir de 28 de março. 2023. Disponível em:<https://www.canalrural.com.br/noticias/pecuaria/mercado-espera-retomada-das-exportacoes-de-carne-bovina-para-a-china-a-partir-de-28-de-marco/>. Acesso em: 27 mar. 2023.

CEPEA. PIB do Agronegócio Brasileiro. 2022. Boletim 17 de março de 2023. Disponível em: https://www.cepea.esalq.usp.br/br/pib-do-agronegocio-brasileiro.aspx#:~:text=Considerando%2Dse%

os%20desempenhos%20da,pecu%C3%A1rio%20avan%C3%A7ou%202%2C11%25. Acesso em: 19 mar. 23.

CRMV-SP. Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo. Agronegócio.

Comunicação CRMV-SP. Casos atípicos do “mal da vaca louca” no Brasil causam impactos nas exportações de carne. 2021. Disponível em: < https://crmvsp.gov.br/casos-atipicos-do-mal-da-vaca-louca-no-brasil-causam-impacto-nas-exportacoes-de-carne/>. Acesso em: 08 mar. 2023

DE SOUZA, V. F. Manejo sanitário do rebanho. 2013. Disponível em:<https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/980493/1/MelhoramentoGeneticoCapitulo7.pdf>. Acesso em: 14 mar. 2023

FABBRI, F. Para onde caminhará a demanda por carne bovina chinesa em 2023? Biblioteca digital FGV - Agroanalysis - Mercado & Negócios. Novembro de 2022. Disponível em: < https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/agroanalysis/article/view/88739/83414>. Acesso em: 02 mar. 2023

FORBES. Brasil pode perder US$ 676 milhões ao mês por causa da “vaca louca”. Forbes Agro, 2023. Disponível em:< https://forbes.com.br/forbesagro/2023/02/brasil-pode-perder-us-676-milhoes-ao-mes-por-causa-da-vaca-louca/>. Acesso em: 28 mar. 2023

FREITAS, T.M.S. Vacinas utilizadas no manejo sanitário de bovinos. Trabalho de seminário apresentado junto à disciplina de Seminários Aplicados do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2012. Disponivel em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/67/o/Vacinas_utilizadas_no_manejo_sanit%C3%A1rio_de_bovinos.pdf?1352460327. Acesso em: 07 abr. 2023

GIL, A.C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5 ed. São Paulo: Editora Atlas, 1999. 195 p.

GONÇALVES. R. Diário de Pernambuco. Exportações. Doença da vaca louca pode gerar perda mensal de US$ 500 milhões ao Brasil. 2023. Correio Braziliense. Disponível em:<https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/economia/2023/02/doenca-da-vaca-louca-pode-gerar-perda-mensal-de-us-500-milhoes-ao-bra.html>. Acesso em: 08 mar. 2023

MALAFAIA, G. BISCOLA, P. DIAS, F. Os impactos da COVID-19 para a cadeia produtiva da carne bovina brasileira. Comunicado técnico 154 – EMBRAPA. Brasília, DF – abril, 2020. Disponível em: <https://www.researchgate.net/profile/Paulo-Biscola/publication/340962731_Os_impactos_da_COVID-19_para_a_cadeia_produtiva_da_carne_bovina_brasileira/links/5ea78fed299bf11256158cc0/Os-impactos-da-COVID-19-para-a-cadeia-produtiva-da-carne-bovina-brasileira.pdf>. Acesso em: 02 mar. 2023

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA, COMÉRCIO E SERVIÇOS. 2023. Exportação de carne bovina para China mais que dobrou em 2022. Disponível em <https://www.poder360.com.br/economia/exportacao-de-carne-bovina-para-china-mais-que-dobrou-em-2022/>. Acesso em: 22 de março de 2023.

LOPES F. Crescimento da exportação de carne bovina continuará forte nos próximos anos. 2020. Disponível em: <https://conteudos.bloxs.com.br/crescimento-da-exportacao-de-carne-bovina-surpreende-e-rompe-marca-historica>. Acesso em 22 mar. 2023

OLIVEIRA, L.M. et al., Diagnóstico da qualidade tecnológica de embalagens plásticas barreira a gases utilizadas para preservação de produtos cárneos. Relatório final FAPESP, processo 2000/09565-0. Campinas, CETEA – ITAL, p. 61, 2003.

PRUSINER, S.B.; GADJUSEK, D.C.; ALPERS, M.P. Kuru with incubation periods exceeding two decades. Annals of Neurology, v.12, p.1 9, 1982. DOI: https://doi.org/10.1002/ana.410120102

ROCHA, A. B. da; et al., (Ed.). Pecuária leiteira na Amazônia. Brasília, DF: Embrapa, 2020. Cap. 8. p. 143-202.

RODRIGUES, B. NAKAGAWA, F. Ministério da Agricultura confirma caso de mal da vaca louca. CNN BRASIL. 23 de fevereiro de 2023. Disponível em: <https://www.cnnbrasil.com.br/business/governo-do-para-confirma-caso-de-vaca-louca-no-estado/>. Acesso em: 02 mar. 2023

SÃO PAULO. Coordenadoria de Defesa Agropecuária – Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Nota técnica: Caso de EEB (Vaca Louca) no Pará – Ministério da Agricultura informa que trata-se de forma atípica da doença. 2023. Disponível em: <https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/noticias/2023/caso-de-eeb-vaca-louca-no-para-ministerio-da-agricultura-informa-que-trata-se-de-forma-atipica-da-doenca,1880.html>. Acesso em: 08 mar. 2023

SÃO PAULO. Coordenadoria de Defesa Agropecuária – Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Nota técnica: Encefalopatia Espongiforme Bovina “Doença da Vaca Louca”. 2021. Disponível em: < https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/noticias/2021/nota-tecnica-encefalopatia-espongiforme-bovina-doenca-da-vaca-louca,1562.html>. Acesso em: 08 mar. 2023

SILVA, M. L. et al., (2018). Padrão de especialização do comércio internacional agrícola brasileiro: Uma análise por meio de indicadores de competitividade. Revista em Agronegócios e Meio Ambiente, 11(2), 385-408. DOI: https://doi.org/10.17765/2176-9168.2018v11n2p385-408

UNITED KlNGDOM MLNISTRY OF AGRICULTURE, FISHERJES od FISH. Bovine spongiform in Great Britain: Aprogress report oovember, 1996. Loodoo, MAFF, 1996. 53p.

VIEIRA, G.A.; QUADROS, D.G. O manejo sanitário e sua importância no novo contexto do agronegócio da produção de pecuária de corte. Salvador, 2010.

WELLS, G.A.H. et al., Preliminary observations on the pathogenesis of experimental bovine Spongiform (BSE): an update Veterinary Record, v.142, n.4, p.103-6, 1998. DOI: https://doi.org/10.1136/vr.142.5.103

WHO. Infections control guidelines for transmissible spongiform encephalopathies.

WHO/CDS/CSR/APH/2000.3, 1999.

WILESMITH, J.W.; WELL, G.A.G; CRANWELL, M.P.; RYAN, J.B.M. Bovine Spongiform Encephalopathy: Epidemiological studies. Veterinary Record, v.123, n.25, p.638-644, 1988. DOI: https://doi.org/10.1136/vr.122.25.614-a

Downloads

Publicado

30/06/2023

Como Citar

DAVOGLIO, L. M.; FERRAREZI JUNIOR, E. .; VIEIRA, V. A. ENCEFALOMIELITE ESPONGIFORME BOVINA: manejo sanitário e prejuízos a economia brasileira. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 483–494, 2023. DOI: 10.31510/infa.v20i1.1626. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1626. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia em Agronegócio

Métricas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>