A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO E SEUS IMPACTOS NO ABSENTEÍSMO ROTATIVIDADE NAS EMPRESAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v20i1.1615

Palavras-chave:

Treinamento, . Absenteísmo, Rotatividade.

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo analisar a importância do treinamento dentro das empresas e sua relação direta com o absenteísmo e a rotatividade. A falta de treinamento é um problema comum em muitas empresas, que não compreendem os benefícios que uma equipe bem treinada pode proporcionar. Ademais, a falta de treinamento acarreta outros problemas, como o absenteísmo e a rotatividade. Com base nesses problemas, foi realizado um estudo de caso em uma empresa do ramo de Livraria/Papelaria, localizada na cidade de São Carlos. A essa empresa, os autores dão o codinome de Empresa Alpha. Um dos intuitos principais deste trabalho é analisar se toda a teoria que foi apresentada na discussão teórica tem relevância e são correlativamente correspondentes no mundo corporativo. Para esse estudo de caso, foi aplicado um questionário aos funcionários da Empresa Alpha, que puderam responder de forma anônima. Conclui-se que a falta de treinamento é potencialmente capaz de gerar problemas, em especial o absenteísmo e a rotatividade de pessoas, e apresenta-se uma proposta que pode ser eficaz para mitigar esses problemas, podendo ser utilizada por qualquer empresa que tenha os mesmos problemas da empresa pesquisa, além de contribuir com o cooperação universidade-empresa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas: e o novo papel dos recursos humanos nas organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas: e o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsvier, 2010.

JOHNS, G. Absenteeism and mental health. In Thomas, J. C.; Hersen, M. (eds), Handbook of Mental Health in the Workplace, Thousand Oaks, CA: Sage, 2002. DOI: https://doi.org/10.4135/9781452229386.n22

LACOMBE, Francisco Jose Masset. Recursos humanos: princípios e tendências. São Paulo: Saraiva, 2005.

NOGUEIRA, D. P. Absenteísmo – Doença: aspectos epidemiológicos. 242 f. Tese (Doutorado) - Faculdade de Saúde Pública da USP, São Paulo, 1980.

PACHECO, Luiza; SCOFANO, Anna Cherubina; BECKERT, Mara; SOUZA, Valéria de. Capacitação e desenvolvimento de pessoas. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

SCHNEIDER, B. L.; WAITE, L. J. Being together, working apart: Dual career families and the work life balance. Cambridge, U.K.: University Press, 2005.

SILVA, Laiane Gomes. A importância do treinamento nas organizações. Monografia (Bacharel em Administração) – Faculdade de Ceres. Ceres, 2012. DOI: https://doi.org/10.36607/refacer.v2i1.3377

WAGNER III, John A.; HOLLENBECK, John R. Comportamento organizacional. 11 ed. São Paulo: Saraiva, 2006.

YIN, R. K. Estudo de caso - planejamento e métodos. 2 ed. Porto Alegre: Bookman. 2001.

Downloads

Publicado

30/06/2023

Como Citar

DUARTE, D. F.; CAPARROZ, P. G.; RODRIGUES, L. S. A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO E SEUS IMPACTOS NO ABSENTEÍSMO ROTATIVIDADE NAS EMPRESAS. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 312–323, 2023. DOI: 10.31510/infa.v20i1.1615. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1615. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia em Gestão Empresarial

Métricas