USANDO O MPS-PA COMO FERRAMENTA QUANTITATIVA PARA FORMULAÇÕES DE INDICADORES DE PRODUÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v19i2.1532

Palavras-chave:

Simulação, Estação de trabalho compacta MPS-PA, Pasteurização

Resumo

O cenário atual gerou diversas mudanças em todos os setores da economia aumentando a competividade e a necessidade de melhoria nos processos. A simulação, busca otimizar os processos, reduzindo perdas e melhorando os processos, pois os erros são corrigidos nos testes. O presente trabalho tem como objetivo simular processos produtivos e realizar um comparativo quantitativo dos meios de controle de produção. Como base para este projeto utilizou-se pesquisa bibliográfica baseado em livros, artigos de internet e visita in loco para levantamento dos dados. O trabalho utilizou-se das metodologias de Brainstorming e Design Thinking e através da utilização da estação de trabalho compacta MPS-PA da FESTO simulou processos produtivos (processo manual, processo semiautomático e processo automático) de pasteurização. Como resultado a simulação viu-se uma melhora do processo semiautomático em relação ao manual, mas é expressiva a vantagem do processo automático em relação aos outros dois, manual e semiautomático. Conclui-se que a utilização de simulação no produtivo possibilita visualizar os cenários e seus possíveis resultados sem impactos no processo produtivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Natália Carolina Augusti, Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP) – Jaboticabal – SP – Brasil

.

Referências

DIAS, J. Por que é importante que Engenheiro de Produção aprenda Simulação? Engenharia 360, 02 de novembro de 2021. Disponível em https://engenharia360.com/por-que-e-importante-que-engenheiro-de-producao-aprenda-simulacao/ . Acesso em 19 de mai. 2022.

EVANGELISTA, J.; Tecnologia de Alimentos. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 1994

FESTO. MPS PA datasheets. Esslingen: [s.n.] 2006. 194 p.

FREITAS FILHO, Paulo José. Introdução à modelagem e simulação de sistemas com aplicações arena.2. ed.Florianópolis: Visual Books, 2008.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. rev. São Paulo: Atlas, 2010.

OLIVEIRA, R.G. de. Apostila de controle de processos. Ministério da Educação – Secretaria de Educação profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense – Campus de Luzerna, março de 2013. Disponível em: https://professor.luzerna.ifc.edu.br/rafael-oliveira/wp-content/uploads/sites/16/2016/02/Apostila_CDP-completa-05_03_13.pdf . Acesso em: 22 de mai. 2022.

PRADO, D. S. dos. Usando o ARENA EM SIMULAÇÃO. Darci dos Santos Prado – Belo Horizonte (MG) INDG Tecnologia e Serviços Ltda. – 2010 305p.: il (Série Pesquisa Operacional – Volume 3)

SILVA RODRIGUES, G. V. Simulação de Processos Produtivos: o que é e qual sua importância no processo de transformação digital da indústria. Fundação CERTI, Florianópolis, 12 de março de 2020. Disponível em: https://certi.org.br/blog/simulacao-de-processos-produtivos/. Acesso em 13 mai. 2022.

Downloads

Publicado

20/12/2022

Como Citar

AUGUSTI, N. C.; MENDES, O. L. USANDO O MPS-PA COMO FERRAMENTA QUANTITATIVA PARA FORMULAÇÕES DE INDICADORES DE PRODUÇÃO. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 19, n. 2, p. 1007–1019, 2022. DOI: 10.31510/infa.v19i2.1532. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1532. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia em Produção Industrial

Métricas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>