TILAPICULTURA

perspectivas e produção em tanques-rede

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v18i2.1260

Palavras-chave:

Aquicultura, Piscicultura, Sistema de produção, Tilápia do Nilo

Resumo

A produção de peixes em cativeiro, em especial a produção de tilápias, vem ganhando destaque no cenário nacional. A redução dos estoques pesqueiros, associada à demanda por proteína de origem animal a preços competitivos e o avanço nas tecnologias, podem ser justificativas para tal situação. Dentro desse contexto, objetivou-se realizar pesquisa bibliográfica para melhor conhecer as estratégias produtivas de tilápias com foco em tanques-rede. Para tal, conduziu-se revisão da literatura em sites especializados, artigos, monografias e trabalhos de conclusão de cursos de pós-graduação, utilizando como palavras-chave tilapicultura, tanques-rede, piscicultura, sistemas de produção, e aquicultura. Verificou-se que o consumo de proteínas de origem animal, incluindo a de peixes, tende a aumentar nos próximos anos, e que essa proteína em específico pode ser uma das proteínas essenciais para a recuperação econômica da pandemia da COVID 19, pela disponibilidade e preço competitivo. Os resultados da pesquisa também indicam que a produção de tilápias em tanques-rede é competitiva e potencialmente mais sustentável em relação os sistemas menos intensivos de produção. Concluiu-se que a produção em tanques-redes é favorável por inúmeros fatores, como o rápido retorno financeiro e a disponibilidade de águas que o país possui.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AYROZA, L. M. S Criação de tilápia-do-nilo, Oreochromis Niloticus, em tanques-rede, na usina hidrelétrica de Chavantes, rio Paranapanema, SP/PR. Tese de Doutorado, 2009.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PISCICULTURA. Anuário PEIXE BR da piscicultura 2020.

BOMBARDELLI1; R.A.; SYPERRECK 2, M.A.; SANCHES3, E.A. Situação atual e perspectivas para o consumo, processamento e agregação de valor ao pescado. Arq. ciên. vet. zool. UNIPAR, 8(2): p. 181-195, 2005.

BRABO, M. F.; FERREIRA, L. A.; VERAS, G. C. Aspectos históricos do desenvolvimento da piscicultura no nordeste paraense: trajetória do protagonismo à estagnação. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, Maringá, 2016. DOI: https://doi.org/10.17765/2176-9168.2016v9n3p595-615

BRANDÃO, H.; LANGE, D.; BLANCO, D. R.; RAMOS, I. P.; SOUSA, J. Q.; NOBILE, A. B.; CARVALHO, E. D. Rede de interações peixe-alimento ao redor de piscicultura com tanque-rede em um reservatório neotropical. Acta Limnol. Bras. v. 33, e18, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/s2179-975x10919

BUENO, G. W.; LEONARDO, A. F. G.; MACHADO, L. P.; BRANDE, M. R.; GODOY, E. M.; DAVID, F. S. Indicadores de sustentabilidade socioambiental de pisciculturas familiares em área de Mata Atlântica, no Vale do Ribeira - SP. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., v. 72, n. 3, p. 901-910, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/1678-4162-11389

BRANDÃO, C.S. Perspectivas do desenvolvimento da piscicultura no brasil: um enfoque na produção de tilápias nos últimos dez anos. Universidade Federal da Bahia, 2018.

Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba- CODEVASF. Manual de criação de peixes em tanques-rede. Ministério do Desenvolvimento Regional, 2019.

CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. Cadeia

produtiva da Tilápia. Ativos Aquicultura, ano 1, 2015. 3. ed. Disponível em:

www.cnabrasil.org.br/boletins/ativos-aquicultura-cadeia-produtiva-da-tilapia-julho-2015>. Acesso em 05 set. 2021.

______. The state of world fisheries and aquaculture: opportunities and challenges. Rome: FAO, 2016. 243 p.

______. Pesca e a aquicultura são críticas para a transformação dos sistemas agroalimentares globais. 2021. Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura. FAO do Brasil. Disponível em: <http://www.fao.org/brasil/noticias/detail-events/pt/c/1371997/>. Acesso em 05 set. 2021.

FERNANDES, J. B. K.; SANTOS, M. V. B. Iniciação à criação de peixes perguntas e respostas. Funep 2ª edição, 2021.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Sidra - Censo Agropecuário. Número de estabelecimentos agropecuários com aquicultura, por tipologia, espécie criada na aquicultura, condição do produtor em relação às terras, grupos de atividade econômica e grupos de área total. Tabela 6938, 2017.

KOMPIER, M. B. Aspectos relacionados à implantação e desenvolvimento da piscicultura. Faculdade da Amazonia, Curso de zootecnia 2012.

LOPES; I.G.; OLIVEIRA; R.G; RAMOS; F.M. Perfil do consumo de peixes pela população brasileira. Biota Amazonia open journal system, 2016. DOI: https://doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v6n2p62-65

NOVAES, A. F. Volumes de tanques-rede na produção da tilápia-do-nilo: estudo

de caso. Jaboticabal, 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Centro

de Aquicultura, 2010.

PLANELLO, D. R. F.; COELHO, S.R. C.; NUNES, R.; GAMEIRO, A. H. Mercado da tilápia no Estado de São Paulo. Informações Econômicas, SP, v. 46, n. 5, set./out. 2016.

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE. Criação de tilápias em tanques escavados. Natal: Sebrae, 2014.

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE. Aquicultura no Brasil: série de estudos mercadológicos. Brasília, 2015.

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - SENAR. Piscicultura: fundamentos da produção de peixes. Coleção SENAR, 2017.

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - SENAR. Piscicultura: criação de tilápias em tanques-rede. Coleção SENAR, 2018.

SHULTER, E. P.; VIEIRA FILHO, J. E. R. Evolução da piscicultura no Brasil: diagnóstico e desenvolvimento da cadeia produtiva de tilápia. Texto para discussão / Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada .- Brasília : Rio de Janeiro : Ipea , 41 p., 2017.

SUSSEL, F. R. Criação de tilápias cresce vigorosamente no Brasil. In: Anuário da Pecuária Brasileira. São Paulo: ANUALPEC 2011/FNP e Consultoria, 2011. 378 p.

VERA-CALDERÓN, L. E.; FERREIRA, A. C. M. Estudo da economia de escala

na piscicultura em tanques-rede, no estado de São Paulo. Informações Econômicas. São Paulo, v. 34 n. 1 p. 7-17, 2004.

VINATEA, L. Aqüicultura: Evolução Histórica. Panorama da Aqüicultura. 1995. Disponível em: <https://panoramadaaquicultura.com.br/aquicultura-evolucao-historica/>. Acesso em: 05 set. 2021.

ZANIBONI-FILHO, E.; PEDRON, J. S.; RIBOLLÍ, J. Oportunidades e desafios para a aquicultura em reservatórios brasileiros: uma revisão. Thematic Section: Reservoirs Ecology. Acta Limnol. Bras., v. 30, e302, 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/s2179-975x12617

ZANOLO, R.; YAMAMURA, M.H. Parasitas em tilápias-do-nilo criadas em sistema de tanques-rede. Semina: Ciências Agrárias, vol. 27, núm. 2, abril-junio, 2006. DOI: https://doi.org/10.5433/1679-0359.2006v27n2p281

ZIMMERMANN, S.; FITZSIMMONS, K. Tilapicultura intensiva. In: CYRINO, J. E. P.; URBINATI, E. C.; FRACALOSSI, D. M.; CASTAGNOLLI, N. (Ed.). Tópicos especiais em piscicultura de água doce tropical intensiva. São Paulo:Tec Art, 2004. p. 249-254.

Downloads

Publicado

20/12/2021

Como Citar

VALERIO, L.; DELÉO RODRIGUES, A. . TILAPICULTURA: perspectivas e produção em tanques-rede. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 18, n. 2, p. 487–499, 2021. DOI: 10.31510/infa.v18i2.1260. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1260. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Tecnologia em Agronegócio