ANÁLISE DOS PRINCIPAIS CUSTOS OPERACIONAIS DAS COMPANHIAS AÉREAS COMO ESTRATÉGIA PARA VIABILIZAR UMA EMPRESA LOW COST NO BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v17i2.937

Palavras-chave:

Companhias aéreas., Low cost., Aviação civil.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo apresentar os principais custos relacionados com as operações de uma companhia aérea de baixo custo (low cost) e descrever as principais variáveis que podem viabilizar esse modelo de negócio no Brasil. Apesar de não existir uma regulamentação legal que subdivida o setor aéreo em tradicional e baixo custo, a nomenclatura low cost caracteriza-se por preço baixo na passagem aérea por meio de corte nos custos no processo de voo, aumento no número de passagens vendidas e incremento nas receitas das companhias aéreas pela cobrança de serviços como alimentação, bebidas e de atendimento especial (entretenimento, internet). A metodologia baseou-se em revisão bibliográfica, com base em referências teóricas publicadas em meios eletrônicos, como artigos científicos e websites sobre os custos operacionais das companhias aéreas e de acordo com a legislação do setor aéreo. Para levantamento dos dados foram utilizados os anuários da aviação, portifólios do panorama aéreo, além de fontes e legislações fornecidas pelo portal da Agência Nacional da Aviação Civil. Para a implantação dessa estratégia de baixo custo é necessário a redução nos custos de operações por meio da atualização da legislação brasileira para o setor, redução de impostos sobre a querosene de aviação, mudanças na legislação para reduzir o excesso de processos contra as companhias aéreas e uma maior padronização de aeronaves por parte das empresas aéreas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABEAR. Panorama da aviação brasileira. 2019. Disponível em: http://panorama.abear.com.br/dados-e-estatisticas/bagagem/#c. Acesso em: 25 fev. 2020.

AGÊNCIA ESTADO. Anac amplia tempo de aviões em solo para reduzir atraso. 2008. Portal G1. On-line. Disponível em: http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL351032-5598,00-ANAC+AMPLIA+TEMPO+DE+AVIOES+EM+SOLO+PARA+REDUZIR+ATRASO.html. Acesso em: 28 mai. 2020

ALN NEWS. Entenda a importância do Transporte Aéreo no Brasil. 2018. On-line. Disponível em: https://aerolatinnews.com/brasil/entenda-a-importancia-do-transporte-aereo-no-brasil/. Acesso em 19 jun. 2020.

AMARAL, Gabriela Costa. Viabilidade da expansão de companhias aéreas de baixo-custo, baixa tarifa no Brasil. Limeira: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA)/Unicamp, 2015.

ANAC. Resolução nº 280, de 11 de julho de 2013. On-line. Disponível em: https://www.anac.gov.br/participacao-social/consultas-publicas/audiencias/2012/19/pnae.pdf. Acesso em: 17 jun. 2020.

ANAC. Anuário do transporte aéreo. 2016. On-line. Disponível em: https://www.anac.gov.br/assuntos/dados-e-estatisticas/dados-do-anuario-do-transporte-aereo. Acesso em 11 mar. 2020.

ANAC. Resolução nº 400, de 13 de dezembro de 2016. On-line. Disponível em: https://www.anac.gov.br/assuntos/legislacao/legislacao-1/resolucoes/resolucoes-2016/resolucao-no-400-13-12-2016/@@display-file/arquivo_norma/RA2016-0400%20-%20Retificada.pdf. Acesso em: 13 abr. 2020.

ANAC. Anuário do transporte aéreo. 2017. On-line. Disponível em: https://www.anac.gov.br/assuntos/dados-e-estatisticas/mercado-do-transporte-aereo/ultimas-publicacoes/anuario-do-transporte-aereo-2013-2017. 11 mar. 2020.

ANAC. Anuário do transporte aéreo. 2018. On-line. Disponível em: https://www.anac.gov.br/assuntos/dados-e-estatisticas/mercado-de-transporte-aereo/anuario-do-transporte-aereo/dados-do-anuario-do-transporte-aereo. Acesso em: 11 mar. 2020.

BASSETO, Murilo. Quem transportou mais passageiros no Brasil em abril? Veja os dados da ANAC. 2020. Disponível em: https://www.aeroin.net/quem-transportou-mais-passageiros-brasil-abril-dados-anac/ Acesso em: 27 maio. 2020.

BERVIAN, Pedro Alcino; CERVO, Amado Luis; SILVA, Roberto da. Metodologia científica. São Paulo: Pearson, 2006.

BOEING. 737 max. Última atualização: 2020. Disponível em: https://www.boeing.com.br/produtos-e-servicos/avioes-comerciais/737-max.page. Acesso em: 06 mai. 2020.

BRASIL BOLSA BALCÃO. Ações. 2019. Disponível em: http://www.b3.com.br/pt_br/produtos-e-servicos/negociacao/renda-variavel/empresas-listadas.htm. Acesso em: 29 abr. 2020.

CASAGRANDE, V. Boeing 737 é o avião comercial mais vendido; Embraer fica em 8º lugar. 2019. Disponível em: https://todosabordo.blogosfera.uol.com.br/2019/05/31/avioes-comerciais-mais-vendidos-da-historia/?cmpid=copiaecola. Acesso em: 20 mai. 2020.

CAVALCANTI, Klester. Aviação em queda livre. 2020. Disponível em: https://www.istoedinheiro.com.br/aviacao-em-queda-livre/. Acesso em: 27 maio. 2020.

CAVALCANTI, P. M. B. Aviação civil: o modelo low cost em modelos de longa distância. São Paulo: Escola de Administração de Empresas de São Paulo/Fundação Getúlio Vargas, 2015.

CEDEÑO, Karina. Aéreas triplicam receita com serviços auxiliares. 2016. Disponível em: https://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2016/11/aereas-triplicam-receita-com-servicos-auxiliares-veja_142118.html. Acesso em: 27 mai. 2020.

EL PAIS. Você acha os assentos dos aviões apertados? Pois isso vai piorar. 02 ago. 2019 On-line. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2019/08/02/estilo/1564742522_021558.html. Acesso em: 05 dez. 2020.

ESTADO DE MINAS. Preço do querosene trava aviação comercial no país. On-line. 16 dez. 2019. Disponível em: https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2019/12/16/internas_economia,1108496/preco-do-querosene-trava-aviacao-comercial-no-pais.shtml. Acesso em: 09 abr. 2020.

FOLHA DE SÃO PAULO. Companhias aéreas questionam alta no preço do querosene de aviação. On-line. 18 set. 2018. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/09/companhias-aereas-questionam-alta-no-preco-do-querosene-de-aviacao.shtml. Acesso em: 09 abr. 2020.

G1. Aviões da Gol terão mais assentos e menos espaço entre passageiros. 23 ago. 2017. On-line. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/avioes-da-gol-terao-mais-assentos-e-menos-espaco-entre-passageiros.ghtml. Acesso em: 05 dez. 2020

GOVERNO DO BRASIL. Aviação: Anac flexibiliza resolução durante pandemia. Ideia é equilibrar os serviços do transporte aéreo mantendo direitos do passageiro 2020. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/transito-e-transportes/2020/05/aviacao-anac-flexibiliza-resolucao-durante-pandemia Acesso em: 08 jun. 2020.

GRIZOTTO, Clara. Check in online: o que é, como fazer e as quais as vantagens. 2018. Disponível em: https://www.eurodicas.com.br/check-in-online/. Acesso em: 27 mai. 2020.

KNORRE, J. Low cost: tudo sobre as companhias aéreas de baixo custo. 2019. Disponível em: https://www.skyscanner.com.br/noticias/linhas-aereas/low-cost-tudo-sobre-as-companhias-aereas-de-baixo-custo. Acesso em em:14 jul. 2020.

LAPLANE, Gabriela. Os desafios da regulação do setor de transporte aéreo de passageiros no Brasil. 2005, 109 f. Dissertação de Mestrado (Faculdade de Ciências e Letras) – Universidade Estadual Paulista – UNESP Araraquara. Disponível em: http://wwws.fclar.unesp.br/agenda-pos/economia/24.pdf. Acesso em: 04 dez. 2020.: Universidade Estadual Paulista – Unesp, 2005.

MACHADO, A. P. Combustível de aviação do Brasil é um dos mais caros do mundo. Revista Veja On-line. 28 ago. 2018. Disponível em: https://veja.abril.com.br/economia/combustivel-de-aviacao-do-brasil-e-um-dos-mais-caros-do-mundo/. Acesso em: 09 abr. 2020.

MINISTÉRIO DO TURISMO. Estudos da competitividade do turismo brasileiro. 2007. On-line. Disponível em: https://www3.eco.unicamp.br/neit/images/stories/arquivos/O_TURISMO_CULTURAL_NO_BRASIL.pdf. Acesso em: 09 mai. 2020

OLIVEIRA, P. Anac flexibiliza obrigações de companhias aéreas. 25 mai. 2020. Portal Brasil 61. Disponível em: https://www.brasil61.com/noticias/anac-flexibiliza-obrigacoes-de-companhias-aereas-bras200107. Acesso em: 18 jun. 2020.

PAULINO, A. Alta no querosene pode aumentar o valor das passagens aéreas. Correio Brasiliense. On-line 20 ago. 2018. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/08/20/internas_economia,700980/alta-no-querosene-pode-aumentar-valor-de-passagens-aereas.shtml. Acesso em/; : 209? abr. 2020.

PRADANOV, C. C.; DE FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: Métodos e técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2 ed. Novo Hamburgo – RS – Brasil: Feevale. 2013. E-book.

ROSA, A. OAB tenta reduzir judicialização no setor aéreo. On-line. 02 jan. 2020. Disponível em: https://valor.globo.com/legislacao/noticia/2020/01/02/oab-tenta-reduzir-judicializacao-no-setor-aereo.ghtml. Acesso em: 02 jan. 2020.

TRAVEL TECNOLOGY &SOLUTIONS. Quick overview of how the low cost carriers work. 2014. Disponível em: https://www.tts.com/blog/quick-overview-of-how-the-low-cost-carriers-work/. Acesso em: 19 jun. 2020.

VALERY. Y. Quanto custa a comida que as companhias aéreas servem nos aviões? Online. 2016. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/04/160405_comida_aviao_custo_fn. Acesso em: 06 mai. 2020

VEIGA, I. Coronavírus: Anac recomenda fim do serviço de bordo em voos nacionais. Jornal O Tempo. 19 mai. 2020. On-line. Disponível em: https://www.otempo.com.br/coronavirus/coronavirus-anac-recomenda-fim-do-servico-de-bordo-em-voos-nacionais-1.2339242. Acesso em: 17 jun. 2020.

ZANELLA, L. C. H. Metodologia de estudo e de pesquisa em administração. Florianópolis – UFSC. Brasília: CAPES: UAB, 2

Downloads

Publicado

18/12/2020

Como Citar

TORRES, V. S.; BERGAMINI, W. T.; CELLA, D. ANÁLISE DOS PRINCIPAIS CUSTOS OPERACIONAIS DAS COMPANHIAS AÉREAS COMO ESTRATÉGIA PARA VIABILIZAR UMA EMPRESA LOW COST NO BRASIL. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 17, n. 2, p. 437-450, 2020. DOI: 10.31510/infa.v17i2.937. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/937. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Tecnologia em Gestão Empresarial