ANÁLISE GERAL DO USO DE AGROTÓXICOS NO BRASIL

  • Gabrielle Kimberlly Rico Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil https://orcid.org/0000-0001-9542-8533
  • Fábio Alexandre Cavichioli Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
Palavras-chave: Legislação, Produtividade, Uso Seguro, Incentivos

Resumo

O uso de agrotóxicos vem se difundindo na agricultura desde o término da Segunda Guerra Mundial, quando o primeiro composto químico, após ser utilizado por soldados como arma química, passou a ser evidenciado com propriedades inseticidas. Desde então, a busca por novas tecnologias químicas e o seu emprego nas lavouras tornou-se constante. Por meio de uma revisão bibliográfica, este estudo objetivou quantificar e qualificar o uso de agrotóxicos no cultivo agrícola, uma vez que, junto ao crescente potencial produtivo, cresce o dispêndio de agrotóxicos. A evidência de dados sobre a agricultura brasileira e sua alta produtividade faz persuadir a utilização indiscriminada de agrotóxicos e os impactos decorrentes ao seu uso imprudente. A legislação e os órgãos regentes se fazem presentes desde a fabricação até o emprego final dos mesmos, atribuindo a sociedade agrícola a sensatez do seu uso. O país e o mundo incentivam, de forma direta e indireta, o emprego de defensivos, pois os resultados obtidos com a Revolução Verde após a inserção de políticas públicas para o agronegócio foram aspectos relevantes para o estímulo da economia mundial, favorecendo o capitalismo e o neoliberalismo. Por fim, a sociedade, em geral, triunfa da produtividade que faz jus ao emprego de agrotóxicos nas atividades agrícolas.

Publicado
30/12/2018
Como Citar
RICO, G. K.; CAVICHIOLI, F. A. ANÁLISE GERAL DO USO DE AGROTÓXICOS NO BRASIL. Revista Interface Tecnológica, v. 15, n. 2, p. 425-435, 30 dez. 2018.
Seção
Tecnologia em Agronegócio