A AGROINDÚSTRIA FAMILIAR DE CACHAÇA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v19i2.1514

Palavras-chave:

Cachaça, Agroindústria, Engenho, Alambique, Cana-de-açúcar

Resumo

No presente trabalho foram abordados assuntos relacionados ao processamento do caldo da cana de açúcar através da utilização de um pequeno sistema de engenho, explorando seus derivados e potenciais produtos e subprodutos. A metodologia abordada na reunião dos conteúdos por meio de informações literárias bibliográficas de natureza qualitativa, demonstram que o produtor de origens familiares pode, mesmo que em um pequeno espaço físico obter lucratividade e retorno financeiro, disponibilizando  técnicas sugerindo estratégias quanto à obtenção da matéria prima, dimensionamento do negócio, optando pelos equipamentos que diferenciarão o seu produto final, sendo eles, processamento, engarrafamento e venda, traçando assim o caminho para que o produtor possa atingir sustentabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ABRABE (Associação Brasileira de Bebidas). Disponível em: <http://www.abrabe.org.br/cachaça.php> . Acesso em: 25/mar.2022.

APEX-BRASIL (Agência Brasileira de Promoção Exportação e Investimentos) Disponível em: <http://www.apexbrasil.com.br> . Acesso em: 25/mar.2022.

ARAUJO, Geraldo J. F de; OLIVEIRA, Sonia V. W. B. de. VINHAÇA - CONCEITO, DESAFIOS E OPORTUNIDADES: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. 2016.

BAFFA, David C. F. HERDABILIDADE E CORRELAÇÕES GENOTÍPICAS DE CARACTERES AGRONÔMICOS, CONSTITUINTES DA PAREDE CELULAR E SACARIFICAÇÃO EM CANA-DE-AÇÚCAR. Dissertação em Pós-Graduação em Genética e Melhoramento, para obtenção do título de Magister Scientiae. Universidade Federal de Viçosa. Minas Gerais. 2010.

CABRAL, Gabriel Junqueira; KREMER, Humberto; TROSSINI, Thiago. Cachaça. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2006. Disponível em: <http://www.enq.ufsc.br/labs/probio/disc_eng_bioq/trabalhos_grad/trabalhos_grad_2006-1/cachaca.doc.> Acesso em: 24/mar.2022.

Cardoso, Edimilson N’dami Lopes. IMPACTOS DA APLICAÇÃO DE VINHAÇA POR LONGO PERÍODO EM SOLOS DE TEXTURA ARGILOSA E ARENOSA. Dissertação apresentada à Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias – Unesp, Câmpus de Jaboticabal, como parte das exigências para a obtenção do título de Mestre em Agronomia (Ciência do Solo) Universidade Estadual Paulista UNESP. 2021. Disponível em: <https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/204157/cardoso_enl_me_jabo.pdf?sequence=3>. Acesso em: 01/out. 2022

CHAVES, José; FERNADES, Aline; SILVA, Carlos. PRODUÇÃO ARTESANAL DE CACHAÇA DE QUALIDADE. Livro “Projetos de Empreendimentos Agroindustriais – Produtos de Origem Vegetal”, Da Silva e Fernandes (editores). Universidade Federal de Viçosa. p.23. 2003.

COSTA, Cicero Texeira Silva et. al. CRESCIMENTO E PRODUTIVIDADE DE QUATRO VARIEDADES DE CANA-DEAÇÚCAR NO QUARTO CICLO DE CULTIVO. Dissertação de Mestrado em Agronomia/CECA/UFAL. Universidade Federal Rural do Semiárido. Mossoró, Rio Grande do Norte. 2011.

CRBC (Centro Brasileiro de Referência da Cachaça). Disponível em: Acesso em 27/mar.2022.

DIAS, Roger. Exportação de cachaça cresce após crise; EUA e Alemanha lideram compras. Jornal Diario de Pernambuco, Pernambuco – Recife, 2022.

EXPORTAÇÃO DE CACHAÇA RECUPERA MERCADO E ESPERA CRESCER EM 2022. Forbes Agro. 10/jan.2022. Disponível em: . Acesso em: 29/set.2022.

FAPESP (Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo). Centro de Documentação e Informação da Fapesp. Brinde a cachaça. Problemas Brasileiros Bebidas). São Paulo, 2007. Disponível em: <http://www.bv.fapesp.br/namidia/noticia/8757/brinde-cachaca.> Acesso em: 25/mar.2022.

FERREIRA, Diego M. ANÁLISE DA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS E LÍQUIDOS DO PROCESSO DE FABRICAÇÃO DO ENGENHO PRODUTOR DE CACHAÇA NO BREJO PARAIBANO. Trabalho de Conclusão de Curso - Bacharelado em Administração. Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba. 2018.

IBRAC (Instituto Brasileiro de Cachaça). Disponível em: <http://www.ibraccachaca.org/index.php?option=com_content&view=article&id=47&itemid=44.> Acesso em: 27/mar.2022.

MACHADO, Carolina de M. N. el. al. Os 4 P’s do Marketing: uma Análise em uma Empresa Familiar do Ramo de Serviços do Norte do Rio Grande do Sul. Simpósio de excelência em gestão e tecnologia. Rio de Janeiro. 2012.

MACHADO, Fúlvio de B. P. Brasil, a doce terra – História do setor. 2003. Disponível em: <https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/historia_da_cana_000fhc62u4b02wyiv80efhb2attuk4ec.pdf.> Acesso em 27/mar.2022.

MELO, Tayonara dos Santos et. al. Processo de produção da aguardente e cachaça: Uma revisão. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v.7, n.10, p. 95981-96001 oct. 2021. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-86

NEVES, José Luis. PESQUISA QUALITATIVA – CARACTERÍSTICAS, USOS E POSSIBILIDADES. Mestrando do Curso de Pós-Graduação em Administração de Empresas FEA-USP. São Paulo, V.1, Nº 3, 2º SEM./1996. Acesso em: <https://www.hugoribeiro.com.br/biblioteca-digital/NEVES-Pesquisa_Qualitativa.pdf>. Acesso em: 01/out.2022.

OLIVEIRA, Ana M. L de. O PROCESSO DE PRODUÇÃO DA CACHAÇA ARTESANAL E SUA IMPORTÂNCIA COMERCIAL. Monografia Pós-Graduação em Microbiologia - Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Ciências Biológicas. p. 55. 2010.

PESAGRO-RIO; Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro. Cachaça de Alambique. Niterói, Rio de Janeiro, dezembro de 2008. Disponivel em: <http://www.espacodoagricultor.rj.gov.br/pdf/cachaca.pdf.> Acesso em 26/mar.2022.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO: METODOS DE PESQUISA E DO TRABALHO ACADÊMICO. Associação Pró-Ensino Superior em novo Hamburgo. Universidade FEEVALE. Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul – Brasil. 2013.

SANTOS, F. A.; QUEIRÓZ, J. H.; COLODETTE, J. L.; SOUZA, C. J. A.; NICK, C. Subprodutos da Agroindústria Sucroenergética. In: SANTOS, F. A; COLODETTE, J. L.; QUEIRÓZ, J. H. Bioenergia & biorrefinaria: cana­de­açúcar & espécies florestais. Viçosa, MG: Os editores, 2013.

SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Plano de reestruturação da cadeia da cachaça de alambique de Minas Gerais. 2008 Disponível em: <http://www.sebraemg.com.br/Geral/visualizadorConteudo.aspx?cod_areasuperior=2.> Acesso em 27/mar.2022.

SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Diagnósticode Cachaça em Minas Gerais. Belo Horizonte, 241p.,Jul. 2001.

SILVA, Clóvis G de. PROCESSO DE FABRICAÇÃO DE CACHAÇA DE ALAMBIQUE ARTESANAL. 2016. Disponível em: Acesso em 26/mar.2022

SILVA, Marlon Vinico Pinheiro Da. COMPORTAMENTO DA FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA PARA PRODUÇÃO DE CACHAÇA COM E SEM CONTROLE DA TEMPERATURA EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE BRIX E pH. Trabalho de Conclusão do Curso de Tecnologia em Produção Sucroalcooleira do Centro de Tecnologia e Desenvolvimento Regional. Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa – PB, 2019.

SILVA, Sérgio D. dos A. et. al. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento260. Avaliação de Novas Cultivares de Cana-de-açúcar para o Processamento Industrial no Âmbito da Agricultura de Base Familiar. 2017. Disponível em: <https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/167670/1/Boletim-260.pdf.> Acesso em 27/mar.2022.

SOUZA, L.M. et. al. Teores de compostos orgânicos em cachaças produzidas na região Norte fluminense - Rio de Janeiro. Química nova, São Paulo v.32, n.9, nov.2009. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-40422009000900012

VERDI, A.R. Dinâmicas e Perspectivas do Mercado da Cachaça. Informações Econômicas. São Paulo, v.36, n.2, fev.2006. Disponível em: <http://www.apta.sp.gov.br/cachaca/upload/publica/not13.pdf.> Acesso em: 25/mar.2022.

VILELA, Anderson F. ESTUDO DA ADEQUAÇÃO DE CRITÉRIOS DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO NA AVALIAÇÃO DE FÁBRICAS DE CACHAÇA DE ALAMBIQUE. Dissertação de Mestrado em Ciência de Alimentos. Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, Minas Gerais. p. 95. 2005.

Downloads

Publicado

20/12/2022

Como Citar

THOMAZ, L. G. F.; THOMAZ, D. F.; FERRAREZI JUNIOR, E. . A AGROINDÚSTRIA FAMILIAR DE CACHAÇA. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 19, n. 2, p. 772–783, 2022. DOI: 10.31510/infa.v19i2.1514. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/interfacetecnologica/article/view/1514. Acesso em: 14 abr. 2024.

Edição

Seção

Tecnologia em Agronegócio

Métricas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3