DESCARTE DE RESÍDUOS DE MEDICAMENTOS: ANÁLISE DOS PROBLEMAS RECORRENTES, CONSCIENTIZAÇÃO E PROGRAMAS DE RECOLHIMENTO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v17i2.991

Palavras-chave:

Desperdício, Contaminação, Uso racional de medicamentos

Resumo

Este artigo evidencia o problema referente as consequências do descarte doméstico de resíduos de medicamentos. A contaminação por fármacos tem sido verificada em todo o mundo e a população tem sua parcela de responsabilidade no processo devendo estar esclarecida e envolvida no processo de conscientização da geração de resíduos bem como da importância do uso racional de medicamentos como sendo uma das medidas necessárias a diminuir as sobras decorrentes de aquisição desnecessária ou do não cumprimento do esquema terapêutico proposto. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, de caráter exploratório e descritivo. Foi feito um estudo de caso com 60 universitários. Resultados apontam para a necessidade de programas de conscientização da população e na criação de leis em que estabelecimentos, como drogarias e farmácias sejam obrigadas a vender o medicamento fracionado, como medida essencial para a diminuição de descarte de medicamentos no ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, et al.; (2008), Educação Ambiental nas escolas da região de Ribeirão Preto (SP): concepções orientadoras da prática docente e reflexões sobre a formação inicial de professores de química, Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-40422008000300037&script=sci_arttext&tlng=pt>. Acesso em: 16 out. 2020

ALVARENGA, V.S.L. et al.;(2010), Descarte Doméstico de Medicamentos e algumas considerações sobre o Impacto Ambiental Decorrente, Disponível em: <http://revistas.ung.br/index.php/saude/article/view/763>. Acesso em: 09 out. 2020.

ARAÚJO, C. N. M.;(2016), Influência do fármaco paracetamol no processo de digestão anaeróbica de efluentes, Disponível em: <http://portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/gestao_ambiental/article/view/2939>. Acesso 26 set. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 10.004: Resíduos Sólidos. Brasil, 2004. Disponível em:<https://www.normas.com.br/visualizar/abnt-nbr-nm/170/abnt-nbr10004-residuos-solidos-classificacao>. Acesso em: 15 set. 2020.

BALBINO, et al.; (2012), O descarte de Medicamentos no Brasil: Um olhar Socioeconômico e ambiental do lixo farmacêutico, Disponível em: <https://www.fasa.edu.br/assets/arquivos/files/RBEJ%20v_7,%20n_1_2012.pdf#page=87>. Acesso em: 15 out. 2020

BRASIL (2010), Lei nº 12.305, de 2 agosto. Presidência on-line. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm>. Acesso em: 09 set. 2020.

BRASIL (1992). Ministério do Meio Ambiente. Disponível em:<https://www.mma.gov.br/institucional.html >. Acesso em: 10 out. 2020.

BRASIL (2018). RDC 222/18 – Boas práticas de Gerenciamento de Resíduos. Disponível em:https://. Acesso em: 10 out. 2020.

BRASIL (1996). Resolução Conama nº23, 12 de Dezembro. Disponível em: <http://legislacao.anp.gov.br/?path=legislacao-federal/resolucoes/resol-conama/1996&item=rconama-23--1996&export=pdf#:~:text=s%C3%A3o%20aqueles%20coletados%20de%20resid%C3%AAncias,forma%20e%20para%20qualquer%20fim>. Acesso em: 10 out. 2020.

CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) - Resolução nº358, 29 de abril de 2005. Disponível em:<http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=462>. Acesso em:08 set. 2020.

EICKHOFF, P. et al.;(2009), Gerenciamento e destinação final de medicamentos: uma discussão sobre o problema, Disponível em:<http://www.rbfarma.org.br/files/pag_64a68_208_gerenciamento_destinacao.pd>. Acesso em:06 set. 2020.

FALQUETO, E. et al.;(2006), Como realizar o correto descarte de resíduos de medicamentos?, Disponível em: <https://www.scielosp.org/article/csc/2010.v15suppl2/3283-3293/pt/>. Acesso em 08 set. 2020.

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Lei nº12.300, 16 de março de 2006, São Paulo. Disponível em:<https://cetesb.sp.gov.br/logisticareversa/logistica-reversa/contexto-legal-da-logistica-reversa-em-sao-paulo/>. Acesso em:10 set. 2020.

GRACIANI S.F. et al.;(2014), Descarte de medicamentos: Panorama da logística reversa no Brasil, Disponível em:<http://www.revistaespacios.com/a14v35n05/14350411.html>. Acesso em:10 set. 2020.

HENKES A.J. et al.;(2015), Gestão de Resíduos através da Logística Reversa de Medicamentos, Disponível em:<http://portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/gestao_ambiental/article/view/2939>. Acesso em: 09 set. 2020.

HOPPE, G. T. R.;(2011).; Contaminação do Meio Ambiente pelo descarte inadequado de medicamentos vencidos ou em desuso, Disponível em:<https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/2174/Hoppe_Taise_Raquel_Grings.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 11 set. 2020.

Instituto Akatu. São Paulo: Descarte de remédios: uma questão muito grave. Disponível em: <https://www.akatu.org.br/central/especiais/2008/descartede-remedios-uma-questao-muito-grave>. Acesso em: 10 set. 2020

LUNDE UNIVERSITY, NIKOLERIS, L. et al.;(2014), The estrogen receptor in fish and effects of synthetic estrogens in the environment - Ecological and evolutionary perspectives and societal awareness. Disponível em:<https://portal.research.lu.se/portal/en/publications/the-estrogen-receptor-in-fish-and-effects-of-synthetic-estrogens-in-the-environment--ecological-and-evolutionary-perspectives-and-societal-awareness(a83e5d91-b763-48e8-b5e6-56e26f07857d).html>. Acesso em 05 set. 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 222, 28 de março de 2018. Disponível em:<http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/avalia/antecedentes.htm>. Acesso em: 05 out. 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Conselho Federal de Farmácia, Brasil 1936. Disponível em:< https://www.cff.org.br/noticia.php?id=4842&titulo=ARTIGO++Medicamentos+vencidos+e+em+desuso+podem+ser+poluentes+perigosos>. Acesso em: 08 out. 2020.

NIKOLERIS, L. et al.;(2014), O estrogênio sintético afeta diretamente a biomassa dos peixes e pode interromper indiretamente as cadeias alimentares aquáticas. Disponível em: <https://setac.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/etc.2528>. Acesso em: 05 set. 2020.

SERAFIM, P. O. E. et al.;(2007), Qualidade dos Medicamentos contendo dipirona encontrados nas residências de Araraquara e sua relação com a atenção farmacêutica, Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/rbcf/article/view/44191>. Acesso em: 14 out. 2020.

TALK NMB SCIENCE.; (2019), Como está a competição no mercado farmacêutico brasileiro, Disponível em:<https://science.talknmb.com.br/mercado-farmaceutico-brasileiro > . Acesso em: 09 set. 2020.

Downloads

Publicado

18/12/2020

Como Citar

MOTZ CID BEZERRA, A. C.; COLENCI TREVELIN, A. T. DESCARTE DE RESÍDUOS DE MEDICAMENTOS: ANÁLISE DOS PROBLEMAS RECORRENTES, CONSCIENTIZAÇÃO E PROGRAMAS DE RECOLHIMENTO. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 17, n. 2, p. 487-498, 2020. DOI: 10.31510/infa.v17i2.991. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/991. Acesso em: 1 ago. 2021.

Edição

Seção

Tecnologia em Gestão Empresarial