INDÚSTRIA 4.0

adoção de tecnologias como fator de competitividade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v17i2.980

Palavras-chave:

Evolução, Indústria 4.0, Tecnologia, Impacto

Resumo

Este artigo aborda, por meio de pesquisa bibliográfica, consulta de teses, artigos e livros, um estudo sobre o impacto da tecnologia na evolução da Indústria de modo cronológico, desde a pré-indústria, Indústrias 1.0, 2.0, 3.0 até a Indústria 4.0, foco principal deste projeto. Por intermédio de discussões, pode-se concluir que as empresas que não se adaptarem ao modo de produção que as tecnologias da Indústria 4.0 promovem, seja se adaptando em infraestrutura, qualificação de mão de obra, segurança da informação, entre outros fatores relacionados à tecnologia, correrão riscos de serem descartadas do mercado e do sistema no qual estão inseridas, devido à sua baixa competitividade junto ao mercado globalizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AIRES, R. W. A.; MOREIRA, F. K.; FREIRE, P.S. Indústria 4.0: desafios e tendências para a gestão do conhecimento. SUCEG - Seminário de Universidade Corporativa e Escolas de Governo, [S.1.], v.1, p.224-247, dec. 2017. Disponível em: <http://anais.suceg.ufsc.br/index.php/suceg/article/view/49/17>. Acesso em: 25 março 2020.

ABDI. A nova revolução industrial já começou. Disponível em: <https://www.abdi.com.br/projetos/agenda-para-a-industria-4-0> Acesso em: 30 março 2020.

CASTELLS, M.; A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz & Terra, 2000.

CEREZER, C.; Estudo de Caso: Cloud Computing - Computação em Nuvem. Disponível em: <https://bibliodigital.unijui.edu.br:8443/xmlui/bitstream/handle/123456789/615> Acesso em: 20 mai 2020.

CHRISTENSEN, C. M; The ongoing process of building a theory of disruption. The Journal of Product Innovation Management. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/228030200_The_Ongoing_Process_of_Building_a_Theory_of_Disruption> Acesso em: 30 março 2020.

COELHO, P. M. N. N.Rumo à Indústria 4.0.Coimbra, Portugal: Universidade de Coimbra:2016.Disponível em: <https://estudogeral.uc.pt/handle/10316/36992> Acesso em 03 fev 2020.

NICOLACI-DA-COSTA, Ana Maria. Revoluções tecnológicas e transformações subjetivas. Psic.: Teor. e Pesq., Brasília, v. 18, n. 2, p. 193-202, Aug. 2002 . Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010237722002000200009&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 15 Junho 2020.

COUTINHO, L. A terceira revolução industrial e tecnológica. As grandes tendências das mudanças. Economia E Sociedade, 1(1), 69-87. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8643306> Acesso em 03 fev 2020.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -FIRJAN. Indústria 4.0. Caderno Senai de Inovação. Rio de Janeiro, 2016. Disponível em:<https://www.firjan.com.br/publicacoes/publicacoes-de-inovacao/industria-4-0-1.htm> Acesso em 28 março 2020.

FERREIRA, R.; NUNES, F. A Indústria 4.0 e o sistema Hyundai de produção: suas interações e diferenças. Anais do V Simpósio de Engenharia de Produção. SIMEP 2017.

HOBSBAWM, Eric J. A era das revoluções: Europa 1789 - 1848. Tradução Maria Tereza Lopes Teixeira, Marcos Penchel. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991[1977].

KAGERMANN, H. et al. Recommendations for implementing the strategic initiative industry. Frankfurt/Main; Acatech, 2013.

LEDESMA, B. Como prever a gravidez de clientes aumenta as vendas - Caso Target. 2017.Disponível em:<https://www.analisepreditiva.com.br/como-prever-a-gravidez-de-clientes-aumenta-as-vendas-caso-target> Acesso: 27 mai 2020.

MARX, Karl. O Capital. São Paulo: Abril Cultural, 1984. Vol. 1, tomo 2.

ROTTA, Fernando. A Indústria 4.0 pode economizar R$ 73 bilhões ao ano para o Brasil. 2017.Disponível em:<https://www.abdi.com.br/postagem/industria-4-0-pode-economizar-r-73-bilhoes-ao-ano-para-o-brasil>. Acesso: 12 jun 2020.

SCHROEDER, R. Big data. MATRIZes, v. 12, n. 2, p. 135-163, 30 ago. 2018.

SCHWAB, Klaus. A Quarta Revolução Industrial. São Paulo: Edipro, 2016.

SILVA, M. C. A.; GASPARIN, J. L. A Segunda Revolução Industrial e suas influências sobre a Educação Escolar Brasileira. 2015. Disponível em:< http://www.histedbr.fe.unicamp.br/acer_histedbr/seminario/seminario7/TRABALHOS/M/Ma rcia%20CA%20Silva%20e%20%20Joao%20L%20Gasparin2.pdf>. Acesso em: 12 out. 2019.

SILVEIRA, C. B. O que é a Indústria 4.0 e como ela vai impactar o mundo. Citisystems.2017. Disponível em:<https://www.citisystems.com.br/industria-4-0/>. Acesso em: 25 set. 2019.

VENTURELLI, M. Indústria 4.0: Uma Visão da Automação Industrial. Automação Industrial. nov .2017.Disponível em: <https://www.automacaoindustrial.info/industria-4-0-uma-visao-da-automacao-industrial/>. Acesso em: 25 set. 2019.

Downloads

Publicado

18/12/2020

Como Citar

DE CARVALHO, G. G.; TIOSSO, F.; REIS, H. M. INDÚSTRIA 4.0: adoção de tecnologias como fator de competitividade. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 17, n. 2, p. 256-268, 2020. DOI: 10.31510/infa.v17i2.980. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/980. Acesso em: 1 ago. 2021.

Edição

Seção

Tecnologia em Informática