O DESENVOLVIMENTO DE NOVAS EMBALAGENS NA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

O CASO DA EMBALAGEM DE PLÁSTICO FLEXÍVEL PARA GOIABADA

  • Carlos Rodrigo Volante Fatec Taquaritinga
  • Guilherme Augusto Malagolli Fatec Taquaritinga
Palavras-chave: Goiabada, Inovação, Sistema de envase, Embalagem tripa plástica

Resumo

A embalagem é o foco de grande parte dos projetos desenvolvidos pela indústria de alimentos. As inovações na embalagem ocorrem para trazer algo novo ao mercado consumidor, pela necessidade de desenvolvimento da linha de produção ou para a redução de custos. A goiabada é um produto muito consumido e difundido no Brasil, seu processo produtivo possui centenas de anos, sendo processado industrialmente há mais de 60 anos. A forma mais comum de se encontrar esse produto industrializado é na embalagem de plástico flexível no formato retangular. Sua produção é automatizada com grandes capacidades de processamento. Porém há uma parte desse processo que oferece baixa produtividade e que só atente a capacidade produtiva do restante da linha através de grande dispêndio de mão-de-obra e espaço físico o que provoca uma elevação do custo. As indústrias, para amenizar esses custos de produção desenvolveram varias alternativas, sendo uma delas a embalagem plástica termoformada com selo. Mas, além desta, há outra alternativa que pode ser aplicada oferecendo vantagens ainda maiores que o anterior, esta alternativa seria a aplicação da embalagem tipo tripa plástica no processo de envase da goiabada. As vantagens deste sistema de envase são as mesmas oferecidas pela embalagem termoformada, porém com um menor custo direto de embalagem. Este pode ser um promissor projeto de desenvolvimento de embalagem para a indústria de goiabada.

Como Citar
VOLANTE, C.; MALAGOLLI, G. O DESENVOLVIMENTO DE NOVAS EMBALAGENS NA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA. Revista Interface Tecnológica, v. 10, n. 1, p. 119-130, 11.
Seção
Tecnologia em Produção Industrial