DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DE CONTROLE AGRÍCOLA EM UMA AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA

  • Jucimara Cristiane Biscola Bacharel em Administração pela Faculdade Uniesp de Taquaritinga e Tecnóloga de Nível Superior em Agronegócios pela Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (Fatec). Analista de Controle Agrícola de uma Agroindústria Sucroenergética da região de Catanduva/SP
  • Daltro Cella Mestre em Economia Aplicada pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo (Esalq/USP). Coordenador do curso de Administração do Instituto Taquaritinguense de Ensino Superior “Dr. Aristides de Carvalho Schlobach” - Ites. Docente da Faculdade de Tecnologia de Catanduva e Taquaritinga - Fatec
Palavras-chave: Controle Agrícola, Processos Operacionais, Gerenciamento Agrícola, Sistema Integrado de Gestão

Resumo

A busca por maior eficiência em uma agroindústria sucroenergética está diretamente relacionada ao sucesso das atividades agrícolas. Assim para garantir maior produtividade, menores custos, maior qualidade e melhoria contínua um rigoroso controle agrícola é indispensável. As atividades desempenhadas no controle agrícola devem dar ênfase aos processos operacionais a fim de garantir a possibilidade de correções e melhorias por meio de informações seguras para a tomada de decisão. As atividades desenvolvidas no controle agrícola são responsáveis pela centralização das informações referentes às operações agrícolas envolvidas na cultura que são aliadas a um sistema de gestão integrada (SIG) ou em inglês Enterprise Resource Planning (ERP), para a obtenção por meio de dados, de informações seguras e criar um banco de dados de lições aprendidas. Com a adequação referente à captação dos dados, a melhoria na tecnologia empregada e a maior capacitação da mão-de-obra envolvida, a empresa poderá desempenhar todas as atividades necessárias para um bom gerenciamento agrícola.

Como Citar
BISCOLA, J.; CELLA, D. DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DE CONTROLE AGRÍCOLA EM UMA AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA. Revista Interface Tecnológica, v. 10, n. 1, p. 105-117, 11.
Seção
Tecnologia em Produção Industrial