OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA

produtos com hora marcada para morrer

Autores

  • Gilberto Augusto Barão Junior Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (Fatec) – Taquaritinga – São Paulo - Brasil
  • Nathalia Maria Soares Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (Fatec) – Taquaritinga – São Paulo - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v17i1.784

Palavras-chave:

Administração, Obsolescência, Produção

Resumo

Nesse artigo abordou-se os conceitos da obsolescência programada, fenômeno que, segundo pesquisas, surgiu no início do século 20 com a finalidade de pré-estabelecer o tempo de vida útil de um determinado produto, serviço ou bem durável. Observou-se que essa forma de administração nos foi deixada de herança dos primórdios da administração, tendo ligação direta com a teoria da administração cientifica de Henry Ford e com a indústria automobilística, que na época, para manter o mercado aquecido, começou a produção desacerbada de seus produtos. Destacou-se os tipos de obsolescência programada, como ela interfere em nossa vida, as teorias que estabelecem sua existência ou não nos dias de hoje e os transtornos que ela trouxe e ainda traz, principalmente para o meio ambiente. As bases para tal compreensão foram as pesquisas bibliográficas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BRAGA, Júlia. Obsolescência programada: consumo exacerbado e esgotamento de fontes naturais. 2012. Disponível em: https://www.goethe.de/ins/br/pt/kul/mag/20786930.html. Acesso em: 14 fev. 2020.

CHIAVENATTO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

COMPRAR, JOGAR FORA, COMPRAR: A história secreta da obsolescência programada. Direção de Cosima Dannoritzer. Produção de Tve / Arte. Espanha / França: Tve / Arte, 2010. (53 min.), color. Legendado. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=HDFKaXx7WLs&feature=emb_logo. Acesso em: 19 mar. 2020.

GAIA SUSTENTÁVEL. 100 anos de fordismo, a produção inesgotável de lixo e a ‘obsolescência programada’ do século XXI. Disponível em: https://gaiasustentavel.net/2014/01/07/100-anos-de-fordismo-a-producao-inesgotavel-de-lixo-e-a-obsolencia-programada-do-seculo-xxi/. Acesso em 11 jan. 2020.

GNIPPER, Patrícia. Uma análise da obsolescência programada e o acúmulo de lixo eletrônico no mundo. 2017. Disponível em: https://canaltech.com.br/produtos/uma-analise-da-obsolescencia-programada-e-o-acumulo-de-lixo-eletronico-no-mundo-102156/. Acesso em: 18 fev. 2020.

IDEC (ed.). Entenda o que é obsolescência programada. 2020. Disponível em: https://idec.org.br/consultas/dicas-e-direitos/entenda-o-que-e-obsolescencia-programada. Acesso em: 03 mar. 2020.

KANITZ, S. Obsolescência programada. São Paulo, 2018. Color. Disponível em: https://educacional.cpb.com.br/conteudos/conhecimento-conteudos/obsolencia-programada/. Acesso em: 18 fev. 2020.

LATOUCHE, Serge. O pequeno tratado do decrescimento sereno. reimp. Lisboa: Edições, 2012.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 7. ed. –6. reimpr. São Paulo: Atlas, 2011.

MELISSA, Mariana. Obsolescência programada: uma grande vilã ou nem tanto?. 2015. Disponível em: http://www.ideiademarketing.com.br/2015/06/02/obsolescencia-programada-uma-grande-vila-ou-nem-tanto/. Acesso em: 25 fev. 2020.

MÉSZÁROS, István. Produção destrutiva e Estado capitalista. 5. ed. São Paulo: Cadernos Ensaio, 1996. (Pequeno Formato).

MORETTO, Yolanda. Obsolescência programada: o que é e porque é importante conhecê-la. 2019. Disponível em: https://www.promobit.com.br/blog/obsolescencia-programada-o-que-e-e-porque-e-importante-conhece-la/. Acesso em: 23 mar. 2020.

PACKARD, V. Estratégia do desperdício. São Paulo: Ibrasa, 1965.

PADILHA, Valquíria; BONIFÁCIO, Renata Cristina A. Obsolescência planejada: arma estratégica do capitalismo. 2013. Disponível em: https://outraspalavras.net/outrasmidias/obsolescencia-planejada-arma-estrategica-do-capitalismo/. Acesso em: 03 mar. 2020.

PRINTES, Christian. Um mal a ser combatido: a obsolescência programada. 2017. Disponível em: https://www.campograndenews.com.br/artigos/um-mal-a-ser-combatido-a-obsolescencia-programada. Acesso em: 03 fev. 2020.

PROJETO REDAÇÃO. Obsolescência Programada: Consumo consciente: como minimizar o impacto do nosso consumo no planeta? 2015. Disponível em: https://www.projetoredacao.com.br/temas-de-redacao/consumo-consciente-como-minimizar-o-impacto-do-nosso-consumo-no-planeta/obsolescencia-programada-2/9263/. Acesso em: 31 jan. 2020.

RAPHAEL. Obsolescência programada no Século XXI. 2014. Disponível em: http://utilidadessim.blogspot.com/2014/06/obsolescencia-programada-no-seculo-xxi.html. Acesso em: 20 fev. 2020.

SANTANA, Sibelle. Taylorismo e Fordismo: sistemas que se complementam. 2012. Disponível em: http://adm-cientifica.blogspot.com/2012/05/taylorismo-e-fordismo-sistemas-que-se.html?m=1: Acesso em: 18 dez. 2019.

SOMMER, Bernardo. A obsolescência programada em um sistema insustentável. http://despertarcoletivo.com/a-obsolescencia-programada-em-um-sistema-insustentavel/. 2015. Disponível em: http://despertarcoletivo.com/a-obsolescencia-programada-em-um-sistema-insustentavel/. Acesso em: 19 jan. 2020.

WILKIPÉDIA. Cartel Phoebus. 2019. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cartel_Phoebus. Acesso em: 26 fev. 2020.

Publicado

04/08/2020

Como Citar

BARÃO JUNIOR, G. A.; SOARES, N. M. OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA: produtos com hora marcada para morrer. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 648-660, 2020. DOI: 10.31510/infa.v17i1.784. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/784. Acesso em: 1 out. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Produção Industrial