INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, DEFINIÇÕES E APLICAÇÕES

o uso de sistemas inteligentes em benefício da medicina

Autores

  • Andressa Maxwara Jovino dos Santos Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (Fatec) – Taquaritinga – São Paulo – Brasil
  • Gustavo Henrique Del Vechio Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (Fatec) – Taquaritinga – São Paulo – Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v17i1.782

Palavras-chave:

Inteligência artificial, Teste de Turing, Inteligência artificial na medicina, Nanotecnologia, Nano-robôs

Resumo

A Inteligência Artificial é uma realidade em diferentes áreas da ciência, seja aplicada em um dispositivo móvel de fácil acesso às pessoas, seja em sistemas autônomos capazes de gerir indústrias inteiras ou realizar operações complexas. Este estudo se propõe a entender melhor o que é o conceito de Inteligência Artificial, resgatando, inclusive, o Teste de Turing, que permite avaliar se uma máquina é capaz de ter consciência para tomar decisões, semelhante a um cérebro humano. Tendo em vista as diferentes aplicações da Inteligência Artificial, o estudo, em seguida, se aprofunda em uma área específica, que é a medicina, a fim de trazer alguns exemplos em que sistemas inteligentes já fazem a diferença em relação à detecção de doenças, realização de diagnósticos, procedimentos cirúrgicos e tratamentos. O que se percebe, a partir deste estudo, é que a Inteligência Artificial tem um enorme potencial de mudar a forma como cada procedimento é realizado, o que pode ser valioso para a evolução das diferentes áreas que se apoiam nestas tecnologias, incluindo, por certo, a medicina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CALEGARI, Ana P. K. Medicina 4.0: um brinde a saúde na área da inteligência artificial. DWIH São Paulo, 6 maio 2019. Disponível em: < https://bit.ly/3c4fhJA >. Acesso em: 9 jan. 2020.

DURKHEIM, Émile. As formas elementares da vida religiosa: o sistema totêmico na Austrália. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

HARARI, Yuval N. Homo Deus: uma breve história do amanhã. São Paulo: Companhia das Letras: 2016.

LIMA, Mariana C. P.; QUEIROZ, Paulo R. Nanomedicina: aplicação da nanotecnologia na medicina. PUC Goiás, s.d. Disponível em < https://bit.ly/2VgdKth >. Acesso em 9 mar. 2020.

LUGER, George F. Inteligência Artificial. 6 ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2013.

LOBO, Luiz C. Inteligência artificial e medicina. Revista Brasileira de Educação Médica, vol. 41, n. 2, 2017. Disponível em < https://bit.ly/2VbSi8E >. Acesso em: 9 jan. 2020.

LOBO, Luiz C. Inteligência artificial, o futuro da medicina e a educação médica. Revista Brasileira de Educação Médica, vol. 42, n. 3, 2018. Disponível em: < https://bit.ly/3c7vcH7 >. Acesso em: 9 mar. 2020.

MASNICK, Mike. No, A 'supercomputer' did not pass Turing Test for the first time and everyone should know better. Techdirt, 9 jun. 2014. Disponível em: < https://bit.ly/2VjEGbg >. Acesso em: 7 nov. 2019.

PEREIRA, Silvio L. Introdução à Inteligência Artificial. IME-USP, s.d. Disponível em: < https://www.ime.usp.br/~slago/IA-introducao.pdf >. Acesso em: 10 out. 2019.

PRADO, Jean. A inteligência artificial é mais antiga do que você imagina. Tecnoblog, 2016. Disponível em: < https://bit.ly/3e9rm1Z >. Acesso em 11 out. 2019.

ROMANELLI, Pedro. Cientistas estão usando nano robôs para combater o câncer. Blog do Dr. Pedro Romanelli, 8 fev. 2019. Disponível em: < https://bit.ly/2JTD6HX >. Acesso em: 11 fev. 2020.

ROSA, João L. G. Fundamentos da Inteligência Artificial. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

RUSSEL, Stuart; NORVIG, Peter. Inteligência Artificial. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

SAIBA mais sobre a Sociedade Brasileira de Nanomedicina. Sociedade Brasileira de Nanomedicina, 2020. Disponível em: < https://www.nanomedicina.org.br/ >. Acesso em: 9 abr. 2020.

SANTOS JUNIOR, Jorge L. Ciência do Futuro e futuro da ciência: redes e políticas de nanociência e nanotecnologia no Brasil. Rio de Janeiro: UERJ, 2013.

Publicado

04/08/2020

Como Citar

SANTOS, A. M. J. dos; DEL VECHIO, G. H. INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, DEFINIÇÕES E APLICAÇÕES: o uso de sistemas inteligentes em benefício da medicina. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 129-139, 2020. DOI: 10.31510/infa.v17i1.782. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/782. Acesso em: 20 set. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Informática