PROCESSOS INTERNOS DE GESTÃO NA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO CIVIL

um estudo de caso

Autores

  • Aparecida Massako Tomioka Centro Paula Souza (CPS) – São Paulo – São Paulo – Brasil http://orcid.org/0000-0002-4338-955X
  • Osvaldo Fernando de Armas Centro Paula Souza (CPS) – São Paulo – São Paulo – Brasil
  • José Manoel Souza das Neves Centro Paula Souza (CPS) – São Paulo – São Paulo – Brasil
  • Fabrício José Piacente Centro Paula Souza (CPS) – São Paulo – São Paulo – Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v17i1.774

Palavras-chave:

Gestão, Construção Civil, Estrutura Organizacional, Downsinzing, Sistemas Produtivos

Resumo

A indústria da construção civil brasileira é um dos setores mais importantes para a economia do país. Sua vasta cadeia de suprimentos, mobiliza diversos setores do meio produtivo e é um importante polo gerador de emprego e renda. Nos últimos quatro anos a indústria da construção civil brasileira atravessa um dos períodos mais turbulentos de sua história provocada por um cenário interno de conflitos sociais, políticos e econômicos. Neste mesmo contexto, mudanças nas estruturas organizacionais são observadas para garantir a adaptação estratégica da organização frente a este cenário de mudanças. Com o objetivo de identificar os principais fatores que contribuem para superar os desafios em uma empresa do setor da construção civil, foi realizado este trabalho através de um estudo de caso único, com aplicação de um questionário tipo survey, em um dos setores da empresa. A empresa pesquisada passou por um processo de downsizing, alterando sua estrutura organizacional, reduzindo recursos e se adaptando as novas demandas do mercado. Apesar das estratégias adotadas pela organização ter o objetivo de melhorar a produtividade, reduzir os custos, melhorar processos e sistemas, observa-se que a empresa alfa ainda se encontra em um cenário de mudanças. Sua característica funcional dificulta alcançar as premissas de um downsizing minimizando a burocracia e permitindo uma melhoria na produtividade e processos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR, B., CORREIA, W., CAMPOS, F. Uso da Escala de Diferencial Semântico na Análise de Jogos. SBC - Proceedings of SBGames, Salvador, 2011.
APPELBAUM, S. H.; MAGDA, D. The realistic downsizing preview: a management intervention in the prevention of survivor syndrome (part II). MCB University Press. 2001. 1362-0436.
BROWN, A.; WIELE, T. V. D. Insights into TQM and downsizing in large organizations. Benchmarking for Quality Management & Technology, v. 4, p. 10. 1997.
CBIC. CAMARA BRASILEIRA DA INDUSTRICA DA CONSTRUÇÃO. Relatório De Atividades CBIC, Brasília, 2017. 86.
COMIN, L.; SAUSEN, J. Uma Análise do Processo de Mudança e Crescimento de uma Empresa no Setor da Construção Civil: Um Olhar a Partir da Formação de Estratégias. Perspectivas Contemporâneas, Passo Fundo, v. 11, n. n.1, janeiro a abril 2016. 120-139. Disponível em: <http://revista.grupointegrado.br/revista/ index.php/ perspectivas contemporâneas >. ENGENHARIAS III - B5.
DECONCIC, F. Proposta de Política Industrial para Construção Civil - Edificações. Departamento da Indústria da Construção - DECONCIC, São Paulo, 2008.
DIEESE. Terceirização e precarização das condições de trabalho. [S.l.]. 2017.
FREITAS, H. et al. O Método de Pesquisa Survey. Revista de Administração, São Paulo, 2000.
IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2017. Disponível em:
<https:// ww2 .ibge.gov.br/home/ estatística/pesquisas/ pesquisa_resultados.php? id _pesquisa=46>.
MAIA, A. T.; IAROZINSKI NETO, A. Quais as principais características organizacionais das empresas dos diferentes segmentos da construção civil? Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído., Porto Alegre, v. 16, p. 197 - 215, julho - setembro 2016. ISSN 1678-8621.
MAIA, A. T.; IAROZINSKI NETO, A. Análise Das Características Organizacionais das Empresas dos Subsetores da Construção Civil. Anais do V Simpósio de Engenharia de Produção - SIMEP 2017, 2017.
MANTHEY, N.; BUENO, G.; ROSSETTO, C. R. Adaptação Estratégica em Empresas da Construção Civil: O caso da imigração Haitiana. VIII Encontro de Estudo de Estratégias, Brasília, junho 2016.
MARTINEZ, R.R. Terceirização: da Liberdade de Contratar à Precarização, Curitiba, p. 63, 2015.
MINTZBERG, H. Criando organizações eficazes, São Paulo, 2003.
SEBRAE. O setor de construção no Brasil, de 2016 a 2018. Cenários e Projeções Estratégicas, 2016.
TAYA, J.; ANTHONY, T.; JORDAN, C. Downsizing Strategies in the Public Sector: Destruction or Renewal? Current Research in Industrial Relations, Sidney, 2018.
WINDMÖLLER, C. et al. Gestão Estratégica de Custos e Análise de Resultados em uma empresa de Construção Civil. VI Seminário de Inovação e Tecnologia, UNIJUI, 2016.

Publicado

04/08/2020

Como Citar

TOMIOKA, A. M.; ARMAS, O. F. de; NEVES, J. M. S. das; PIACENTE, F. J. PROCESSOS INTERNOS DE GESTÃO NA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO CIVIL: um estudo de caso. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 253-265, 2020. DOI: 10.31510/infa.v17i1.774. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/774. Acesso em: 1 out. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Gestão Empresarial