PROPOSTA DE MELHORIA EMBASADA NA FILOSOFIA JUST IN TIME NO PROCESSO DE MONTAGEM

um estudo de caso em uma empresa produtora de implementos rodoviários

Autores

  • Thiago Carmello Rozendo Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) –SP –Brasil
  • Carlos Rodrigo Volante Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) –SP –Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v16i2.681

Palavras-chave:

Just in time, Implementos rodoviários, Metal-mecânica

Resumo

Este artigo tem como objetivo demonstrar os conceitos do Just In Time (JIT) e verificar em quais situações pode ser aplicado em uma empresa de médio porte do ramo de atividade metal-mecânico que aqui será denominada empresa Beta, pois seu real nome não será divulgado. A empresa Beta esta situada na região de Ribeirão Preto – SP e atua no projeto, venda e produção de implementos rodoviários. Nas seções seguintes será apresentada a introdução sobre o tema e algumas citações de livros e artigos segundo seus autores. Após essa breve fundamentação teórica serão apresentados os métodos que foram utilizados para o estudo de caso, seus resultados e possíveis implementações na empresa Beta. As principais conclusões obtidas estão nas seções quatro e cinco e mostram que a empresa necessita da implementação do Just In Time para que os custos sejam minimizados, envolvendo neste a diminuição do tempo gasto com retrabalhos. Outro ponto a ser melhorado é na inspeção da qualidade nos setores envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, João Murta. O Sistema Just In Time Reduz os Custos do Processo Produtivo. 1995. Disponível em: < https://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais/article/view/3431/3431>. Acesso em 10 de jun. de 2019.

BRANDÃO, Adriano dos Santos; SANTANA, Lídia Chagas de. A otimização do processo de produção com a aplicabilidade da filosofia just in time na empresa Solaris Equipamentos. 2017, p.1. Disponível em:< http://www.cairu.br/revista/arquivos/artigos/20171/02_JUST_IN_TIME.pdf>. Acesso em: 10 de jun. de 2019.

FRANCISCHINI, Paulino Graciano; HECKERT Cristiano Rocha. Variações do just-in-time na indústria automobilística brasileira. 1998. Disponível em: < http://www.abepro.org.br/biblioteca/ENEGEP1998_ART169.pdf>. Acesso em 01 jun. 2019

FREITAS; PRODANOV. Metodologia do Trabalho Científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Universidade Feevale, 2013

GHINATO, Paulo. Sistema Toyota de produção: mais do que simplesmente Just-in-Time. Prod. São Paulo, v. 5, n. 2, p. 169-189, dezembro de 1995. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65131995000200004&lng=en&nrm=iso>. acesso em 01 de Jun. de 2019.

NETO, João Amato. Reestruturação industrial, terceirização e redes de subcontratação. São Paulo, v. 35 n. 2, p.33-42, Mar./Abr. 1995. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rae/v35n2/a06v35n2.pdf>. Acesso em: 02 de Jun. 2019

NOGUEIRA, Maria da Graça Saraiva; SAURIN Tarcisio Abreu. Proposta de avaliação do nível de implementação de típicas práticas da produção enxuta em uma empresa do setor metal-mecânico. 2008. Disponível em: < https://producaoonline.org.br/rpo/article/view/115/180>. Acesso em 31 ago. 2019

NOLASCO, Aline B. da Glória. et al. Conceito de Just In Time em uma Empresa Metalúrgica: Um Estudo de Caso em Porto Velho, Estado de Rondônia, Brasil. 2013, p.3-8

PROFETA, Rogério Augusto. JIT: um estudo de casos dos fatores críticos para a implementação. 2003. p. 14-26.

SILVEIRA, Cristiano Bertulucci. Sistema Integrado de Produção: Saiba Como Ele Impacta na indústria. 2013. Disponível em: < https://www.citisystems.com.br/sistema-integrado-producao-automacao-industrial>. Acesso em: 12 jun. 2019

SLACK, Nigel; CHAMBERS, Stuare; JOHNSTON, Robert. Administração da produção. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

YIN, R. Estudo de caso. Planejamento e Métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005

Publicado

21/12/2019

Como Citar

ROZENDO, T. C.; VOLANTE, C. R. PROPOSTA DE MELHORIA EMBASADA NA FILOSOFIA JUST IN TIME NO PROCESSO DE MONTAGEM: um estudo de caso em uma empresa produtora de implementos rodoviários. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 337-346, 2019. DOI: 10.31510/infa.v16i2.681. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/681. Acesso em: 5 ago. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Produção Industrial