CARNE SUÍNA E SUAS POSSÍVEIS DOENÇAS ENZOÓTICAS

Autores

  • Ana Beatriz do Carmo Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) –SP –Brasil
  • Daniela Rodolpho Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) –SP –Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v16i2.659

Palavras-chave:

Carne suína, Enzoóticas, Endêmicas

Resumo

O Brasil se destaca por ser o quarto maior produtor e exportador de carne suína, um grande expoente na produção e na exportação de suínos e derivados. O manejo da produção é também parte essencial para garantir a qualidade da carne e compreende a incorporação de metodologias, processos, produtos e tecnologias ao processo produtivo. Porém, vem causando vários mitos, devido a caso de doenças enzoóticas presentes na carne, alguns aspectos relacionados à infraestrutura laboratorial, às medidas de biossegurança e aos cuidados necessários para impedir que determinadas doenças, ainda exóticas, infectem o rebanho brasileiro. O estudo teve como objetivo avaliar a espécie e o bem-estar do suíno, tendo uma ampla base do teor de doenças micro-organismos presente na carne e analisar a qualidade e os benefícios que a carne pode trazer aos consumidores, como também, a abordagem de possíveis preocupações existentes em suínos contaminados por doenças enzoóticas que causam prejuízos para a produção da carne suína no Brasil, podendo alterar a demanda de consumidores e até mesmo na produtividade e nas exportações. Despertou interesse em se aprofundar no assunto, para obter mais informações sobre a carne que consumimos no nosso dia a dia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABIPECS, Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína. Estatísticas. 2013. Aspectos simbólicos como determinantes dos comportamentos, Rev. Agro. Amb., v. 9, n. 4, p. 989-1005, 2016. Disponível em: <http://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/rama/article/viewFile/3743/2862>. Acesso em 28 Jun 2019.

BEARSON, S.M.D.; ALLEN, H.K.; BEARSON, B.L.; LOOFT, T.; BRUNELLE, B.W.; KICH, J.D.; TUGGLE, C.K.; BAYLES, D.O.; ALT, D.; LEVINE, U.Y.; STANTON, T.B. Profiling the gastrointestinal microbiota in response to Salmonella: low versus high Salmonella shedding in the porcine host. Infection, Genetics and Evolution, v.16, p.330 340, 2013.

BRAGAGNOLO, N. Carne suína faz bem ou mal? Saiba mais sobre ela, 2013. Disponível em:
<https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/349_-_4457-4463_-_NRE_12-6_nov-dez_2015.pdf>. Acesso em 26 Jun 2019.

BRIDI A.M. et al. Efeito do genótipo halotano e de diferentes sistemas de produção na qualidade da carne suína. Revista Brasileira de Zootecnia, v.32, n.6, p.1362-1370, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbz/v32n6/18425.pdf >. Acesso em: 08 Junho. 2019.

BRIDI, Qualidade da Carne Suína e Fatores que Influenciam, Ana Maria Bridi; Caio Abércio da Silva, 2000. Disponível em:
< http://www.uel.br/grupo pesquisa/gpac/pages/arquivos/Qualidade%20da%20Carne%20Suina%20e%20Fatores%20que%20Influenciam.pdf>. Acesso em 25 Mai 2019.

BRUM, I.R.H, et al. A infecção pelo vírus, Arq. Inst. Biol., .v.84, 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-16572017000100406&lang=pt>. Acesso em 27 Fev 2019.

CATTANI, C.S.O. et al. Métodos alternativos para contagem de micro-organismos em carcaças suínas. Ciênc. Rural, v.43, n.6, p.43-47, 2016. Disponível em:
<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782013000600014&lng=pt&tlng=pt>. Acesso em 28 Jun 2019.

DIEHL, G.N, MITOS E VERDADES DA CARNE SUÍNA. p.04, 2011. Disponível em: <https://www.agricultura.rs.gov.br/upload/arquivos/201612/02101256-inftec-13-mitos-e-verdades-carne-suina-n13.pdf>. Acesso em: 27 Fev 2019.

FABLET, C. An overview of the impact of the environment on enzootic respiratory diseases in pigs, 2009. p.239-260. Disponivel em: <https://www.wageningenacademic.com/doi/abs/10.3920/978-90-8686-685-4#page=240>. Acesso em 30 Ago 2019.

GEESDORF, C. Benefícios da carne suína na alimentação humana, Portal Dia de Campo, 2010. Disponível em:
<https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/349_-_4457-4463_-_NRE_12-6_nov-dez_2015.pdf>. Acesso em 10 Ago 2019.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Editora Atlas 2006. Acesso em 05 Set 2019.

LEME, R.A, Senecavirus A: An Emerging Vesicular Infection in Brazilian Pig Herds. v 62, p. 603-611, 2015. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/tbed.12430> Acesso em: 27 Fev 2019.

MARÇAL, D.A. et al. Consumo da Carne Suína no Brasil: Aspectos Simbólicos como Determinantes dos Comportamentos. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, v.9, n.4, p.989-1005, 2016. Disponível em: <http://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/rama/article/viewFile/3743/2862>. Acesso em 10 Ago 2019.

MIELI, M. et al. O Desenvolvimento da Suinocultura Brasileira nos Últimos 35 Anos, Cap 03, p. 85, 2003. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/1355242/0/Su%C3%ADnos+-+cap%C3%ADtulo+3.pdf>. Acesso em 26 Jun 2019.

MARCHI, A. O Consumo de Carne Suína no Brasil, Embrapa, p.29. Disponível em: <http://www.cnpsa.embrapa.br/sgc/sgc_publicacoes/anais01cv2_pt.pdf>. Acesso em 19 Mai 2019

PAGNANI, K.J.R, CASTRO, A.F.P. suínos em granjas dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Pesquisa Veterinária Brasileira, v.22, n.1, p.12, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2002000100002&lang=pt>. Acesso em 19 Mai 2019.

SANTOS, F.M. et al. Ocorrência e fatores de risco da infecção. Pesq. Vet. Bras., v.37, n.6, 2017, p. 570-576. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600570&lang=pt>. Acesso em 27 Jun 2019.

Saúde Animal. Verme suíno pode causar doença grave em humanos. Portal Suíno e Aves, 2012. Disponível em: <https://www.portalsuinoseaves.com.br/verme-suino-pode-causar-doenca-grave-em-humanos/> Acesso 23 Ago 2019.


VANNUCCI, F.A, Identification and complete genome of Seneca Valley virus in vesicular fluid and sera of pigs affected with idiopathic vesicular disease, Brazil. Transboundary and Emerging Diseases, v.62, p.589 593, 2015. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/tbed.12410>. Acesso em: 27 Fev 2019.

ZANELLA, A.R.C, MORÉS, N. BARCELLOS, D.E.S.N. Principais ameaças sanitárias endêmicas da cadeia produtiva de suínos no Brasil. Pesquisa agropecuária Brasileira, v.51, n.5, p. 31-32, 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2016000500443&lang=pt>. Acesso em 27 Fev 2019.

Publicado

21/12/2019

Como Citar

CARMO, A. B. do; RODOLPHO, D. CARNE SUÍNA E SUAS POSSÍVEIS DOENÇAS ENZOÓTICAS. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 235-244, 2019. DOI: 10.31510/infa.v16i2.659. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/659. Acesso em: 5 ago. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Agronegócio