REENGENHARIA EM MÁQUINAS DE BOMBEAMENTO DE CONCRETO PARA A INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

  • Ramílio Ramalho Reis Filho Universidade de Araraquara (UNIARA) – SP – Brasil
  • Gerson de Marco Universidade de Araraquara (UNIARA) – SP – Brasil
Palavras-chave: Máquinas de bombear, Capacidade, Adaptação ao mercado nacional

Resumo

O presente trabalho tem como estudo mostrar que a globalização geral não é solução de forma generalizada sem um olhar crítico, devido que cada país tem suas peculiaridades distintas como: tamanho das construções, condições de oferta e demanda, topografia, questões culturais, nos leva a pensar que as empresas multinacionais estão deixando uma brecha no mercado, não respeitando as nossas necessidades. Observando que estas empresas para reduzir custos em projetos, padronizam um produto para mundo inteiro. No caso da construção civil não é diferente, tem no mercado de bombeamento máquinas de 30 a 60 m³/h para grandes altura até 100 metros , montada em um reboque ou em cima de caminhões, estes equipamentos são de alto custo, exige-se que o cliente tenha um consumo elevado de concreto, tem-se repensar em máquinas para pequenas alturas até 10 a 20 metros e volume de até 10 m³/h, onde há uma demanda muito grande.

Publicado
2019-12-21
Como Citar
Reis Filho, R. R.; Marco, G. REENGENHARIA EM MÁQUINAS DE BOMBEAMENTO DE CONCRETO PARA A INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Revista Interface Tecnológica, v. 16, n. 2, p. 406-415, 21 dez. 2019.
Seção
Tecnologia em Produção Industrial