A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE GARANTIA DA QUALIDADE PARA O TRATAMENTO DE EFLUENTE INDUSTRIAL

Autores

  • Leonardo Rafael Bispo Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Angelita Moutin Segoria Gasparotto Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil

Palavras-chave:

Sistema de Garantia de Qualidade, Efluentes Industriais, Tratamento de Água

Resumo

Diante das necessidades dos seres vivos da terra, os recursos que a natureza nos dá, traz à tona o uso consciente de todas as reservas naturais. No entanto, para ter uso consciente destes recursos, cabe descrever o sistema que engloba essa realidade. No meio industrial há vários processos que utilizam a água como principal solvente na produção de milhares de produtos e uma vasta gama de variedades resultante ao uso na indústria. A viabilidade do consumo de água nas industrias inclui barreiras ecológicas e ambientais, tais como o seu tratamento pósindustrial, seu descarte adequado e sua emissão na atmosfera terrestre. De toda forma seu processamento exige um sistema de qualidade para que não haja intemperes que podem surgir nas etapas de uso, nas mais diversas utilidades de fabricação de bens de consumo e similares. A partir disso, a importância é a criação de meios e sistemas que garantem a qualidade da água no início produtivo e pós uso industrial. Investimentos foram tomados para que a qualidade da água na indústria e após processamento sejam tratadas e reutilizadas posteriormente. Abordando o sistema de garantia de qualidade nos setores que utilizam a água, o saneamento e a saúde do meio ambiente, está presente em lei o controle para se garantir que o sistema, a distribuição de água e seu tratamento estejam seguindo determinação legais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Referências

Agência Nacional de Águas (Brasil). Água na indústria: uso e coeficientes técnicos /Agência Nacional de Águas. -- Brasília: ANA, 2017. 37 p.: il.
Bastos et al. PLANOS DE SEGURANÇA DA ÁGUA: NOVOS PARADIGMAS EM CONTROLE DE QUALIDADE DA ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO EM NÍTIDA CONSONÂNCIA COM A LEGISLAÇÃO BRASILEIRA. In 24º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. ABES, 2007.
BRASIL. Resolução CONAMA 357, de 17 de março de 2005. Conselho Nacional de Meio Ambiente. Disponível em: Acesso em: 28. Mai. 2019.
BRASIL. Resolução CONAMA Nº 430, de 13 de maio de 2011. Conselho Nacional de Meio Ambiente. Disponível em: Acesso em: 29. Mai. 2019.
GIORDANO, G. Avaliação ambiental de um balneário e estudo de alternativa para controle da poluição utilizando o processo eletrolítico para o tratamento de esgotos. Niterói – RJ, 1999. 137 p. Dissertação de Mestrado (Ciência Ambiental) Universidade Federal Fluminense, 1999.
GIORDANO, G. Tratamento e controle de efluentes industriais. Revista ABES, v. 4, n. 76, 2004.
LVOVITCH, M. Einführung in die Limnologie. In: SCHWOERBEL, J. Stuttgart: Gustav Fischer Verlag, 1984.
SILVA, Plínio Carlos da. Avaliação dos sistemas de vigilância e controle de qualidade da água nos termos da portaria MS nº 2914/2011, com vistas à implantação do Plano de Segurança da Água. Rio de Janeiro, 2013. Dissertação (mestrado) – Programa de Engenharia Ambiental, Escola Politécnica e Escola de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

Publicado

30/06/2019

Como Citar

BISPO, L. R.; GASPAROTTO, A. M. S. A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE GARANTIA DA QUALIDADE PARA O TRATAMENTO DE EFLUENTE INDUSTRIAL. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 736-746, 2019. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/626. Acesso em: 24 out. 2020.

Edição

Seção

Pós-Graduação em Gestão da Produção Industrial