ESTRATÉGIAS COMPETITIVAS NA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS

Autores

  • Jaqueline Aparecida Florêncio Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Ronaldo Ribeiro de Campos Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil

Palavras-chave:

Estratégia, Competitividade, Tecnologia, Segmentação, Sustentabilidade

Resumo

O aumento da expectativa de vida, em conjunto com a saúde e o desejo em manter uma aparência mais jovial, tornou o setor de cosméticos um dos mais promissores e competitivos. Desta forma, as empresas vêm se reformulando e adotando diversos tipos de estratégias, dentre elas a pesquisa a nível bibliográfico apresentou três vertentes: Inovação Tecnológica, Segmentação e Sustentabilidade. A etapa de revisão bibliográfica foi conduzida, por meio de análise nas páginas web das empresas líderes de mercado no setor e pela identificação dos tipos de estratégias de segmentação que essas empresas tornaram mais explícitas. Como resultado principal, foi possível perceber que as organizações tendem a fazer uso de uma combinação de estratégias e que isso ocorre independentemente do tempo de atuação no mercado, apontando essa característica como uma possível condição para manutenção das empresas na liderança do mercado cosmético, ressaltando a importância das escolhas dessas estratégias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Referências

ABIHPEC, SEBRAE. Caderno de Tendências 2019-2020. Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. São Paulo, p.13 -41,2019. Disponível em: <https://abihpec.org.br/publicacao/caderno-de-tendencias-2019-2020/>. Acesso em: 14 abr 2019

ABIHPEC. Panorama do Setor de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. Resultados 2017. São Paulo, 2018, p. 9 a 25. Disponível em: <https://abihpec.org.br/publicacao/panorama-do-setor-2018/>.Acesso em: 27 fev 2019.

ADBI. Panorama Nanotecnologia. Brasília. vol. XIX, 2010, p.23.Disponível em: <https://corporativo.abdi.com.br/conhecimento/Publicaes1/Panorama%20de%20Nanotecnologia.pdf>. Acesso em: 31 mar 2019.

ALBURQUERQUE, J. OLIVEIRA, C. MACHADO, A. CÂMARA, R. OLIVEIRA, R. MORAES, FILHO. et al. Gestão Ambiental e Responsabilidade Social. 1º edição, SP, Atlas, 2009.

ALMEIDA, C. Modelos de Gestão Estratégica de Cadeias de Organizações, um estudo exploratório. SP, 2006, p.308. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-15052007-235803/pt-br.php>. Acesso em: 30 mar 2019.

ANVISA. RDC N º 7. Ministério da Saúde. Anexo I, 10 fev 2015. Disponível em:<http://portal.anvisa.gov.br/documents/10181/2867685/RDC_07_2015_.pdf/c2a1078c-46cf-4c4b-888a-092f3058a7c7>. Acesso em: 31 mar 2019.
BARIL, M. FRANCO, G. VIANA, R. ZANIN, S. Nanotecnologia Aplicada Aos Cosméticos. Curitiba, vol.13, Março 2012, p. 45. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/academica/article/download/30018/19403>.Acesso em: 28 mar 2019.

BOTICÁRIO. 2019. Disponível em:<https://www.boticario.com.br/conteudo-especial/active/dermato/nanoserum>. Acesso em: 10 abr 2019.

BOTICÁRIO. Estratégia de marketing para reconhecimento marca “O Boticário”. Maio 2013. Disponível em: <http://mktboticario.blogspot.com/>. Acesso em: 10 abr 2019

COMISSÃO DA INDÚSTRIA DO CRF-PR. A Indústria de Produtos Cosméticos: Avanços Científicos, Tecnológicos e Regulatórios. Curitiba, 2019. Disponível em: <http://crf-pr.org.br/uploads/comissao/6298/a_industria_de_produtos_cosmeticos_avanos_cientificos_tecnologicos_e_regulatorios.pdf>. Acesso em: 12 abr 2019.

COMISSÃO DE INDÚSTRIA COSMÉTICA DO CRF-PR. Indústria de produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes. GPF. Curitiba-PR. 2016 2º edição, p.12-18. Disponível em:<http://crfpr.org.br/uploads/pagina/25872/Guia_Industria_de_Produtos_de_Higiene_Pessoal_Cosmeticos_e_Perfumes.pdf>. Acesso em: 30 mar 2019.

CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA- IV REGIÃO; A Evolução dos Cosméticos no Brasil; CRQ-IV Região; SP, 2019. Disponível em:
<https://www.crq4.org.br/cosmeticosleiamais1>. Acesso em: 30 mar 2019.

COSMETICSONLINE. Busca por cosméticos oncológicos aumenta anualmente. SP, Maio 2018. Disponível em: <https://www.fcecosmetique.com.br/pt/noticias/conteudo-exclusivo/busca-por-cosmeticos-oncologicos-aumenta-anualmente>.Acesso em: 27 mar 2019.

COSMETICSONLINE. Mercado. São Paulo, Abril 2019. Disponível em: <https://www.cosmeticsonline.com.br/materias> 27 mar 2019.

E-COMMERCE BRASIL. Almeida, F. Produtos e serviços de beleza: grande potencial no e-commerce. Abril 2018. Disponível: <https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/o-grande-potencial-dos-produtos-e-servicos-de-beleza-no-e-commerce/>. Acesso em: 31 mar 2019.

E-COMMERCE BRASIL. Julia Rondinelli. Crescimento do setor de beleza no Brasil revela demandas de consumo. 20 de jun 2018. Disponível em: <https://www.ecommercebrasil.com.br/noticias/crescimento-beleza-brasil-consumo/>.Acesso em: 30 mar 2019

E-COMMERCE NEWS. Edmardo, G. A Indústria de cosmético ganha uma maquiagem digital. Julho 2018. Disponível em: <https://ecommercenews.com.br/artigos/dicas-artigos/a-industria-dos-cosmeticos-ganha-uma-maquiagem-digital/>. Acesso em: 31 mar 2019.

GRAHAM, JOHN, NIGEL. Estratégia de Marketing e Posicionamento Competitivo. 3º edição, São Paulo, Pearson Prentice Hall, 2005.

GRUPO BOTICÁRIO. 2019. Disponível em: <http://www.grupoboticario.com.br/pt/atitudes-sustentaveis/Paginas/Inicial.aspx>. Acesso em: 10 abr 2019.

MIGUEL, L. Uso Sustentável Da Biodiversidade Na Amazônia Brasileira. São Paulo, 2007, p.15-37. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-13052008-154603/publico/MESTRADO_LAIS_MOURAO_MIGUEL.pdf>. Acesso em: 30 mar 2019.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Julho de 2017. Disponível em: <http://www.agricultura.gov.br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/ivegetal/bebidas-arquivos/lei-no-12-305-de-02-de-agosto-de-2010.pdf/view>. Acesso em: 14 abr 2019.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Cidades Sustentáveis. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/residuos-perigosos/logistica-reversa>. Acesso em: 30 mar 2019.

NATURA. Mais Beleza, Menos Lixo. Fev. 2019. Disponível em <https://www.natura.com.br/blog/sustentabilidade/mais-beleza-menos-lixo>. Acesso em: 10 abr 2019.

NATURA. Programa de certificação de ativos. 2019. Disponível em: <http://www.natura.net/port/cosmoprof/por/beb_ativos.asp>. Acesso em: 10 abr 2019

OLIVEIRA, C. Criação De Valor Estratégico A Partir De Digital Analytics. São Paulo, 2013, p. 19. Disponível em: <https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3136/tde-27032015-152127/publico/Tesev45PosBanca.pdf>. Acesso em: 12 mar 2019.

PANORAMA FARMACÊUTICO. Abril 2018. Disponível em: <https://panoramafarmaceutico.com.br/2018/04/18/natura-volta-a-liderar-mercado-cosmetico-no-pais-aponta-euromonitor/>. Acesso em: 13 abr 2019.

PORTER, M. Estratégia Competitiva, Técnicas para análise de indústrias e da concorrência. 2 º edição, Rio de Janeiro, Elsevier, 2004.

REVISTA EXAME. VIEIRA, V. A competição aumentou no mercado de beleza. São Paulo, 2013. Disponível em:<https://exame.abril.com.br/carreira/a-competicao-aumentou-2/>. Acesso em: 26 fev. 2019

SEBRAE NACIONAL. Planejamento Estratégico- Tudo o que você precisa saber sobre pesquisa mercadológica; SEBRAE. 23 de jan 2019. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/pesquisa-de-mercado-o-que-e-e-para-que-serve,97589f857d545410VgnVCM1000003b74010aRCRD>.Acesso em: 31 mar 2019

SLACK; CHAMBERS, HARLAND, HARISSON, JOHNSTON. Administração da Produção. 1º edição, São Paulo, Atlas, 2006.

UNILEVER. Nossa Estratégia. 2019. Disponível em: <https://www.unilever.com.br/about/who-we-are/our-strategy/>. Acesso em: 10 abr 2019

VELOSO, A. Estratégias De Segmentação E Posicionamento Direcionadas Para O Mercado Infantil. São Paulo, 2008, p.24. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-06102008-125154/pt-br.php>. Acesso em: 30 mar 2019.

Publicado

30/06/2019

Como Citar

FLORÊNCIO, J. A.; CAMPOS, R. R. de. ESTRATÉGIAS COMPETITIVAS NA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 653-666, 2019. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/601. Acesso em: 26 out. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Produção Industrial