GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

Autores

  • Gilza Lopes Machado Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • André Luiz Oliveira Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil

Palavras-chave:

Resíduos Sólidos Urbanos, Gerenciamento, Coleta Seletiva, Educação Ambiental, PNRS

Resumo

O consumo desenfreado pela sociedade moderna de produtos industrializados aumentou a produção e acúmulo de Resíduos Sólidos em todo o planeta provocando sérios danos ambientais. O trabalho evidencia os principais aspectos relacionados ao Gerenciamento de Resíduos Sólidos, com foco nos Resíduos Sólidos Urbanos, sob a perspectiva de que uma gestão adequada é a principal e mais eficaz alternativa para a questão, para tanto, mostra os avanços e retrocessos, potencialidades e fragilidades do Poder Público na gestão de Resíduos Sólidos no Brasil e apresenta as principais políticas públicas visando promover melhorias no processo de gerenciamento. A metodologia utilizada foi uma pesquisa de caráter descritivo e exploratório e se alicerça em um levantamento bibliográfico a partir de livros, revistas e artigos publicados em periódicos eletrônicos. As conclusões destacam a ausência de investimento planejado e adequado, gerando falta de recursos para ampliar a coleta seletiva, promover a inserção de catadores informais, empregar técnicas de reciclagem e reutilização dos materiais e dar atenção especial à educação ambiental por meio de políticas públicas focadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Referências

ABRELPE. Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil, 2017. Disponível em: <http://abrelpe.org.br/download-panorama-2017/> Acesso em: 27 nov. 2018.

¬______Resíduos Sólidos - Manual de Boas Práticas no Planejamento. Disponível em: < http://abrelpe.org.br/residuos-solidos-manual-de-boas-praticas-no-planejamento/ > Acesso em: 27 nov. 2018.

CONAMA. Resolução Conama. 2001. Disponível em: <www2.mma.gov.br/port/Conama/
legiabre.cfm?codlegi=273>. Acesso em: 3 dez. 2018.

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988. Disponível em:
<1988http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm> Acesso em: 30 dez. 2018.

CÓRDOBA, R.E.; BALDAN, V.J.S. dos; SCHALCH, V. III SIRS - Simpósio sobre Resíduos Sólidos. São Carlos: EESC/USP, 2014. Disponível em: <http://neper.shs.eesc.usp
.br/wp-content/uploads/2015/10/ANAIS_3SIRS.pdf> Acesso em: 03 dez. 2018.

FIGUEIRA, A. C. B. Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Rio de Janeiro: Seses, 2016.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 2006.

Lei nº 12.305. Política Nacional de Resíduos Sólidos. 2.ed. Brasília: 2012. Disponível em:
<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm> Acesso em: 08 ago. 2018.

MARCONI, M.A.; LAKATOS, E.M. Fundamentos de Metodologia Científica. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MMA – MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/
cidades-sustentaveis/residuos-solidos/catadores-de-materiais-reciclaveis/reciclagem-e-reaproveitamento> Acesso em: 19 dez. 2018.

______Disponível em: <http://www.mma.gov.br/informma/item/7656-reciclagem> Acesso em: 20 dez. 2018.

RIBEIRO, D.V.; MORELLI, M. R. Resíduos Sólidos Problema ou Oportunidade. Rio de Janeiro: Interciência, 2009.

SANTAELLA, S. T. et al. Resíduos Sólidos e a atual Política Ambiental Brasileira.
Fortaleza: UFC / LABOMAR / NAVE, 2014.

SANTOS, M.C.L. dos; DIAS, S.L.F.G. Resíduos Sólidos Urbanos e seus Impactos Socioambientais. São Paulo: IEE-USP, 2012.

Publicado

30/06/2019

Como Citar

MACHADO, G. L.; OLIVEIRA, A. L. GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 533-544, 2019. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/535. Acesso em: 26 out. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Produção Industrial