EDUCAÇÃO FINANCEIRA

  • Elaine Cristina Martins Silva Tecnóloga em Produção Industrial pela FATEC/TQ - Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga
  • Luciana Aparecida Ferrarezi Docente da FATEC/TQ -Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga
Palavras-chave: Educação Financeira, Investimentos, Planejamento

Resumo

Este trabalho de pesquisa procura abordar a Educação Financeira no Brasil no que diz respeito à ausência de conhecimento financeiro que gera grave repercussão tanto na vida do cidadão quanto na do país. Seguindo uma tendência mundial o governo brasileiro estuda desde 2007 uma Estratégia Nacional de Educação Financeira - ENEF, e reconhece a Educação Financeira como ferramenta de inclusão social de melhoria da vida do cidadão e de promoção do sistema financeiro do país, de modo que estes possam tomar decisões fundamentadas e seguras considerando o planejamento realizado de suas finanças e saibam distinguir dentre as várias opções de investimentos existentes aquela que melhor condiz com os riscos e retornos pretendidos. Para tanto, as instituições financeiras devem criar um modelo de responsabilidade social capaz de conciliar os seus interesses e os da sociedade. Para o êxito do programa ENEF, é necessário a participação dos educadores, das empresas, de ações do governo, das instituições financeiras e das organizações não governamentais. De acordo com o estudo de caso apresentado neste trabalho a partir dos dados da Instituição Educacional Ivoti, notamos que é possível alcançar resultados expressivos na mudança de atitude dos alunos, que se tornam mais conscientes no ato de comprar, economizar e que passam a ter um posicionamento mais ético e participativo em relação aos problemas sociais.

Como Citar
SILVA, E.; FERRAREZI, L. EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Revista Interface Tecnológica, v. 7, n. 1, p. 133-142, 11.
Seção
Tecnologia em Gestão Empresarial