A LINGUAGEM JAVASCRIPT COMO ALTERNATIVA PARA O DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES MULTIPLATAFORMA

Autores

  • Vitor da Silva Cruz Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Erick Eduardo Petrucelli Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Eder Carlos Salazar Sotto Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v15i2.476

Palavras-chave:

Aplicações, Aplicativos, Desenvolvimento, Dispositivos Móveis, JavaScript, Plataformas, Programação

Resumo

O mercado de desenvolvimento aplicações em geral vem crescendo ano após ano, juntamente com o uso crescente de dispositivos, sejam eles desktops, smartphones, laptops, smartvs, entre outros. Estes aparelhos usam sistemas operacionais que os gerenciam e permitem a instalação e o uso de aplicações, bem como conexão com a internet. Estes aparelhos, ainda que do mesmo tipo, divergem entre diversos sistemas operacionais, o que acaba ocasionando o surgimento de um novo problema, que é o de como desenvolver para todas as plataformas de forma mais ágil, a ponto de não necessitar de códigos muito diferentes para plataformas e sistemas operacionais diferentes. O presente trabalho é baseado em artigos, documentações, e livros, e tem como objetivo apresentar o JavaScript como uma maneira de se minimizar as dificuldades dos programadores em aprender e desenvolver em diferentes linguagens para cada plataforma e sistema, como também das empresas, em precisar possuir times específicos para cada plataforma, além do desafio de integrar estes times, de forma que, ainda que trabalhem em plataformas distintas, mantenham-se integrados como um projeto único. Ao final, encontram-se as considerações finais sobre os conteúdos que serão apresentados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALIBABA. Weex Documentation. 2018. Disponível em: <https://weex.apache.org/>. Acesso em: 15 set. 2018.
BERA, M. H. G; MINE, A. F; LOPES, L. F. B. MEAN Stack: Desenvolvendo Aplicações Web Utilizando Tecnologias Baseadas em JavaScript. out. 2015. Maringá: Faculdade Cidade Verde. Disponível em: <http://fcv.edu.br/admin/assets/repositorio_arquivo/413a333c0cc0872f3ee8f9d22f7cc166.pdf>. Acesso em: 15 set. 2018.
BOCOUP. Johny-five Documentation. 2018. Disponível em: <http://johnny-five.io/>. Acesso em: 15 set. 2018.
COMPUTERWORLD. Mercado de Softwares e serviços de TI deve manter crescimento até 2021, prevê estudo. abr. 2018. Disponível em: <https://computerworld.com.br/2018/04/23/mercado-de-software-e-servicos-de-ti-deve-manter-crescimento-ate-2021-preve-estudo/>. Acesso em: 15 set. 2018.
DANIELSSON, W. React Native application development: A comparison between native Android and React Native. 2016. Sweden: Linköpings universitet. Disponível em: <http://www.diva-portal.org/smash/get/diva2:998793/FULLTEXT02.pdf>. Acesso em: 15 set. 2018.
GITHUB, ELECTRON. 2018. Disponível em: <https://electronjs.org>. Acesso em: 15 set. 2018.
EXAME. Estas são as linguagens de programação para ficar de olho em 2018. dez. 2017. Disponível em: <https://exame.abril.com.br/tecnologia/estas-sao-as-linguagens-de-programacao-para-ficar-de-olho-em-2018/>. Acesso em: 15 set. 2018.
FACEBOOK. Jest Documentation. Disponível em: <https://jestjs.io/pt-BR/>. Acesso em: 15 set. 2018.
FLANAGAN, D. JavaScript: The Definitive Guide. 6. ed. California: O’Reilly Media, 2011.
GOOGLE. V8 Wiki. 2018. Disponível em: <https://github.com/v8/v8/wiki>. Acesso em: 15 set. 2018.
KUROSE, J; ROSS, K. Computer Networking: A Top-down Approach. 6. ed. Londres: Pearson PLC, 2013.
MARDAN, A. Full Stack JavaScript. 2. ed. New York: Apress Media, 2015.
MDN. MDN Documentation. 2018. Disponível em: <https://developer.mozilla.org>. Acesso em: 15 set. 2018.
MOCHA. Mocha Documentation. 2018. Disponível em: <https://mochajs.org/>. Acesso em: 15 set. 2018.
MONGO. MongoDB Documentation. 2018. Disponível em: <https://docs.mongodb.com>. Acesso em: 15 set. 2018.
NODEJS. NODE. 2018. Disponível em: <https://nodejs.org>. Acesso em: 15 set. 2018.
PROTON-NATIVE. Proton-native Documentation. 2018. Disponível em: <https://proton-native.js.org>. Acesso em: 15 set. 2018.
RAUSCHMAYER, A. Speaking JavaScript: An In-Depth Guide for Programmers. 1. ed. Califórnia: O’Reilly Media, 2014.
RETHINKDB. RethinkDB Documentation. 2018. Disponível em: <https://www.rethinkdb.com/>. Acesso em: 15 set. 2018.
ŠMITALOVÁ,L. NativeScript Application for Continuous Improvement of Software Engineer’s Skills.2017. Czech Republic: Faculty of Informatics,Masaryk University. Disponível em: <https://is.muni.cz/th/410198/fi_b/thesis.pdf>. Acesso em: 15 set. 2018.
TELERIK. NativeScript Documentation. 2018. Disponível em: <https://www.nativescript.org/>. Acesso em: 15 set. 2018.
TESSEL. Tessel. 2018. Disponível em: <https://tessel.io/>. Acesso em: 15 set. 2018.
VUIDO, Vuido Documentation. 2018. Disponível em: <https://vuido.mimec.org>. Acesso em: 15 set. 2018.

Publicado

29/12/2018

Como Citar

CRUZ, V. da S.; PETRUCELLI, E. E.; SOTTO, E. C. S. A LINGUAGEM JAVASCRIPT COMO ALTERNATIVA PARA O DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES MULTIPLATAFORMA. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 39-49, 2018. DOI: 10.31510/infa.v15i2.476. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/476. Acesso em: 9 jul. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Informática