DIFERENÇAS ENTRE CRIAÇÃO DE FRANGO DE CORTE CONVENCIONAL E O SISTEMA DARK HOUSE

Autores

  • Maykon Vaz Rodrigues Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Marcela Midori Yada Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v15i2.451

Palavras-chave:

Tecnologia, Avicultura, Alojamento

Resumo

A avicultura brasileira é hoje uma das mais desenvolvidas do mundo. A avicultura de corte tem investido constantemente em inovações tecnológicas, o que permite novos conceitos e sistemas de produção de frangos. Devido ao grande crescimento das fronteiras mercadológicas e do progresso científico, são necessários estudos sobre técnicas de alojamento e ambientes de criação das aves. Os problemas estruturais das instalações que proporcionam situações inadequadas de ventilação, renovação de ar, acúmulo de gases e carga térmica excedente podem ser considerados fatores de risco para a produção. Como uma forma de vencer os desafios da aclimatação, tem se empregado a tecnologia dos sistemas Dark House. O objetivo do trabalho é apresentar e comparar as principais características da criação de aves no sistema convencional e no sistema Dark House, apontando os processos de produção, equipamentos e materiais usados. O sistema Dark House surgiu em meados de 1990 e, apesar de poucas pessoas possuírem conhecimento sobre ele, pode ser muito utilizado em um futuro próximo e aumentar qualidade do produto final. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Referências

ABPA. Associação Brasileira de Proteína Animal. 2016. Disponível em: Acesso em: 26 jul. 2018.

ABREU, V.; ABREU, P. Os desafios ambiência sobre os sistemas de aves no Brasil. Revista Brasileira de Zootecnia, Santa Catarina, v.40, p.1-14, 2011.

ALBUQUERQUE, N.I. de; FREITAS, C.M.K.H. de; SAWAKI, H.; QUANZ, D. Manual sobre criação de galinha caipira na agricultura familiar: noções básicas. Belém: Embrapa-CPATU, 1998. 28p. (EmbrapaCPATU. Documentos, 114).

AVINUTRI. Sistema dark house de produção de frangos de corte vantagens e desvantagens. Disponível em http://avinutri.com/sistema-dark-house-de-producao-de-frangos-de-corte-vantagens-e-desvantagens/ Acesso em: 26 jul.2018

BARBOSA, F. J. V.; ARAÚJO NETO, R. B. de; SOBREIRA, R. dos S.; SILVA, R. A. da; GONZAGA, J. de A. Seleção, acondicionamento e incubação de ovos caipiras. Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2004. 1 Folder.

COLUSSI, J. Sistema americano aumenta produção de aves. 2014. Disponível em: http://zh.clicrbs.com.br. Acesso em 17 julho 2018.

FARMNEWS. Produtores mundiais de carne de frango. Disponível em http://www.farmnews.com.br/historias/produtores-mundiais-de-carne-de-frango/ Acesso em: 26 jul. 2018

GALLO, B.B. Dark House: manejo x desempenho frente ao sistema tradicional. In: SIMPÓSIO BRASIL SUL DE AVICULTURA, 10, 2009, Chapecó, SC. Anais do X Simpósio Brasil Sul de Avicultura e I Brasil Sul Poultry Fair. Concórdia: Embrapa Suínos e Aves, 2009, 140p.

GSI GROUP. Equipamentos para aviário. Disponível em: www.gsibrasil.ind.br/. Acesso em: 10/09/2018.

NAAS, I.A.; SEVEGNANI, K.B.; MARCHETO, F. G.; ESPELHO, J. C. C.; MENEGASSI, V.; SILVA, I.J.O. Avaliação térmica de telhas de composição de celulose e betumem, pintadas de branco, em modelos de aviários com escala reduzida. Engenharia Agrícola, v.21, n.2, p.121-126, 2001.

Publicado

30/12/2018

Como Citar

RODRIGUES, M. V.; YADA, M. M. DIFERENÇAS ENTRE CRIAÇÃO DE FRANGO DE CORTE CONVENCIONAL E O SISTEMA DARK HOUSE. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 360-369, 2018. DOI: 10.31510/infa.v15i2.451. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/451. Acesso em: 24 out. 2020.

Edição

Seção

Tecnologia em Agronegócio