ASPECTOS DA SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL

A CONSTRUÇÃO DE UM MODELO DOMINANTE NA INDÚSTRIA SUCROALCOOLEIRA

  • Martin Mundo Neto Prof. Pleno I da FATEC-TQ (curso de Tecnologia em Agronegócios) e Doutorando em Engenharia de Produção pela UFSCar
  • Elizabeth Aparecida Baraldi Dra. em Engenharia Hidráulica e Saneamento (USP-EESC) e Profa. da Escola Técnica de Taquaritinga (ETEC Dans), Centro Paula Souza, atuando como docente nos cursos técnicos de Química e Alimentos
Palavras-chave: Sustentabilidade empresarial, Indústria sucroalcooleira, Crédito de carbono, ABSTRACT

Resumo

O objetivo deste trabalho é compreender o que os grupos sucroalcooleiros têm divulgado para justificar sua sustentabilidade e apresentar algumas dimensões ambientais que estariam sendo desconsideradas pelos principais grupos industriais ou como, paradoxalmente, práticas potencialmente poluido-ras estariam sendo apresentadas como exemplo de boas práticas ambientais. Para tanto, constituímos uma amostra formada pelos sete maiores grupos privados do país e a maior cooperativa de grupos sucroalcooleiros operando no país. Foi constituído um conjunto de atributos considerados sustentáveis, a partir do próprio material divulgado pelas empresas analisadas. O objetivo foi identificar se haveria um modelo de sustentabilidade predominando na indústria. Os dados confirmariam a constituição de um modelo de sustentabilidade fundamentado na idéia de mercado de crédito de carbono. Também foi possível constatar que práticas contraditórias, como a utilização de resíduos industriais como insumos sustentáveis, notadamente a “Torta de Filtro” e a “Vinhaça”. O Estado, por meio da BNDESPar, junto com os representantes da indústria, estaria orquestrando a difusão do modelo de sustentabilidade sucroalcooleira.

Como Citar
NETO, M.; BARALDI, E. ASPECTOS DA SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL. Revista Interface Tecnológica, v. 7, n. 1, p. 51-62, 11.
Seção
Tecnologia em Produção Industrial