O FATOR HUMANO E A RESISTÊNCIA À MUDANÇA ORGANIZACIONAL DURANTE A FASE DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO

ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA IMPLANTADORA DE TECNOLOGIA

  • Janaina Hunch Castilho Discente graduada na Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga
  • Ronaldo Ribeiro Campos Ex Docente da Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga. Docente da FASAR - Faculdade Santa Rita, FACITA -Faculdade de Itápolis e FAIBI – Faculdade de Filosofia, Ciênicas e Letras de Ibitinga
Palavras-chave: Resistência à mudanças, Sistema de informação, Usuários de sistema de informação

Resumo

Um sistema de informação é esperado pela empresa como um elemento que venha a atuar como um colaborador na busca de vantagens competitivas. Para que isto aconteça, é necessário que a empresa passe pela fase de implantação do sistema. Um dos fatores apontados como preocupantes nesta fase é o fator humano e a consideração de possíveis resistências às mudanças organizacionais que o novo sistema pode trazer. Este trabalho apresenta um estudo de caso realizado por meio do uso de questionários para a coleta de dados, com o objetivo de identificar a percepção dos usuários e os procedimentos da empresa com relação ao fator humano e a resistência durante a fase de implantação do sistema de informação. A particularidade do estudo reside no fato da empresa estudada ser uma implantadora de tecnologias em outras empresas. Os resultados apontam para a presença de preocupação e cuidado com os usuários bem como para o uso de uma estratégia de implantação que minimizou a resistência por parte dos usuários.

Como Citar
CASTILHO, J.; CAMPOS, R. O FATOR HUMANO E A RESISTÊNCIA À MUDANÇA ORGANIZACIONAL DURANTE A FASE DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO. Revista Interface Tecnológica, v. 4, n. 1, p. 117-126, 11.
Seção
Tecnologia em Informática