AGRICULTORES EM TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA

um estudo sobre as estratégias de comercialização

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31510/infa.v17i2.1072

Palavras-chave:

Agricultura Familiar, Circuitos Curtos de Comercialização, Agroecologia

Resumo

Este artigo trata de agricultores que participam de Organizações de Controle Social (OCSs) uma modalidade de certificação orgânica prevista na legislação brasileira para agricultores em transição agroecológica. O objetivo foi identificar as estratégias de comercialização de agricultores pertencentes a 16 OCSs, localizadas em diferentes regiões do Estado de São Paulo, e compará-las com as proposições da literatura de agroecologia, verificando se predominam estratégias que explorem circuitos curtos de comercialização. Os dados, referentes ao ano de 2019, foram coletados no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos (CNPO), em entrevistas com agricultores e representantes das comunidades locais. Entre os agricultores das 16 OCSs predominam as estratégias de venda direta, com destaque para participação em feiras orgânicas, organização de redes de consumidores locais e a participação em chamadas públicas relativas a compras institucionais. Porém, foram identificados grupos de agricultores em posição fragilizada e com pouca inserção nos mercados locais, sendo a comercialização apenas parte de suas limitações

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Martin Mundo Neto, Faculdade de Tecnologia (Fatec) – São Carlos – SP – Brasil

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos, mestre em Engenharia de Produção pela UFSCar e graduado em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo. É membro do Núcleo de Estudos de Sociologia Economica e das Finanças (NESEFI - DEP/UFSCar), coordenador do Núcleo de Estudos em Organizações e Tecnologia (NEOTec - FATEC/TQ) . Atua como Professor de Ensino Superior Ref. III - GRAU F, na Faculdade de Tecnologia São Carlos (FATEC São Carlos). As atividades acadêmicas e de pesquisa têm se concentrado nas seguintes áreas: teoria das organizações, gestão da produção, sociologia econômica, sociologia dos mercados, agronegócio, desenvolvimento sustentável, agricultura familiar.

Referências

ATIERI, Miguel. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. AS-PTA. Guaíba. Agropecuária, 2002.

_______. Agroecologia, agricultura campesina e soberania alimentar. Revista Nera, n. 16, pp.22-32, 2010.

BRASIL. LEI No 10.831, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2003. Dispõe sobre a agricultura orgânica e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.831.htm. Acesso em: 12 mar 2020.

______. DECRETO Nº 7.794, DE 20 DE AGOSTO DE 2012. Institui a política nacional de agroecologia e produção orgânica.

Diário Oficial, Brasília, p. 4, 21 ago. 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Decreto/D7794.htm Acesso em: 12 mar 2020.

BROWN, Cheryl; MILLER, Stacy. The impacts of local markets: a review of research on farmers markets and Community Supported Agriculture (CSA). Amer. J. Agr. Econ. N.5, p. 1296-1302, 2008.

FLIGSTEIN, Neil. Habilidades Sociais e Teoria dos Campos. Revista de Administração de Empresas, v. 47, n. 2, p. 61-80, 2007. Disponível em: https://rae.fgv.br/sites/rae.fgv.br/files/artigos/10.1590_S0034-75902007000200007.pdf. Acesso em 14 mar. 2016.

FLIGSTEIN, Neil; MCADAM, Doug (2012). A theory of fields. New York: Oxford University Press, 2012.

FRANCIS, C.; LIEBLEIN, G.; GLIESSMAN, S.; BRELAND, T. A.; CREAMER N.; HARWOOD, R.; SALOMONSSON, L.; HELENIUS, J.;

RICKERD, D.; SALVADOR, R.; WIEDENHOEFT, M.; SIMMONS, S.; ALLEN, P.; ALTIERI, M.; FLORA, C.; POINCELOT, R.

Agroecology: The Ecology of Food Systems, Journal of Sustainable Agriculture, 22:3, 99-118, 2003.Disponível em: http://dx.doi.org/10.1300/J064v22n03_10. Acesso em 12 abr. 2019.

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO- FNDE. Agricultores familiares aprendem a vender para a merenda escolar. São Paulo, 13 Abril 2010. Disponível em:https://www.fnde.gov.br/acesso-a-informacao/institucional/area-de-imprensa/noticias/item/1884-agricultores-familiares-aprendem-a-vender-para-a-merenda-escolar?tmpl=component&print=1/ . Acesso em: 12 de jun. 2019.

GLIESSMAN, Stephen R.; ROSEMEYER, Martha. The Conversion to Sustainable Agriculture: Principles, Processes, and Practices. New York: CRC Press, 2010.

HASS, Jaqueline Mallmann; RAMBO, Anelise Graciele; BOLTER, Jairo Alfredo Genz. Os Núcleos de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica (NEA) enquanto mecanismos de desenvolvimento regional: algumas considerações. Colóquio – Revista do Desenvolvimento Regional - Faccat - Taquara/RS - v. 16, n. 2, Edição Especial II SNDR, 2019. Disponível em: https://seer.faccat.br/index.php/coloquio/article/view/1222/799 . Acesso em 10 jan. 2020.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO (MAPA). CADASTRO NACIONAL DE PRODUTORES ORGÂNICOS. Disponível em: https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/sustentabilidade/organicos/cadastro-nacional-produtores-organicos. Acesso em jan. 2019.

MUNDO NETO, Martin; RAMOS, Raquel Fabbri.; ANTONIA, Leonardo Dalla. PARCEIROS NA EXPANSÃO DA AGROECOLOGIA EM SÃO PAULO. Revista Interface Tecnológica, Taquaritinga, v. 16, n. 1, p. 393-405, 2019.

NORA, Fabiane Dalla; ZANINI, Maria Catarina. A feira como um espaço de sociabilidade. Retratos de Assentamentos,

Araraquara, v. 18, n. 1, p. 135-154, 2015. Disponível em: http://retratosdeassentamentos.com/index.php/retratos/article/view/185/169 . Acesso em: 13 fev. 2019.

ROSSET, Peter M.; MARTÍNEZ-TORRES, Maria Elena. Rural Social Movements and Agroecology Context, Theory, and Process. Ecology and Society, Vol. 17, No. 3, Sep 2012.

VILELA, Gisele Freitas et. al. Agricultura orgânica no Brasil: um estudo sobre o Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos.

Embrapa Territorial, maio de 2019. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/197399/1/5058.pdf . Acesso em: 12 fev 2020.

Downloads

Publicado

18/12/2020

Como Citar

MUNDO NETO, M.; FABBRI RAMOS, R. AGRICULTORES EM TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA: um estudo sobre as estratégias de comercialização. Revista Interface Tecnológica, [S. l.], v. 17, n. 2, p. 630-642, 2020. DOI: 10.31510/infa.v17i2.1072. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/1072. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Tecnologia em Agronegócio